Pessoas com teste de fluxo lateral positivo não precisam mais fazer o teste PCR confirmatório

A partir desta terça-feira (11/01), a maioria das pessoas com um teste de fluxo lateral positivo não precisa fazer um teste de confirmação de reação em cadeia da polimerase (PCR) para confirmar que têm COVID-19.

Se o teste for positivo em um dispositivo de fluxo lateral (LFD), você deve se auto isolar imediatamente e registrar seu resultado no GOV.UK para que o NHS Test and Trace possa rastrear seus contatos.

A medida temporária foi anunciada na semana passada enquanto as taxas de infecção por coronavírus (COVID-19) permanecem altas em todo o Reino Unido. Durante períodos de alta prevalência, é muito provável que um teste positivo de LFD signifique que você tem COVID-19.

Um número recorde de testes de LFD gratuitos foi distribuído nas últimas semanas e a capacidade continua a aumentar.

Cerca de 1,7 bilhões de testes de LFD foram distribuídos em todo o Reino Unido desde o início da pandemia de COVID-19, com capacidade máxima de entrega domiciliar agora 7 milhões de testes de LFD por dia.

O Secretário de Saúde e Assistência Social, Sajid Javid, disse: “A mudança ajudará a garantir que aqueles que precisam de testes PCR possam acessá-los, e eu encorajo todos a continuarem usando nossos testes de fluxo lateral altamente precisos regularmente”.

Se você testar positivo em uma LFD, você deve se auto-isolar imediatamente e registrar seu resultado para permitir que o rastreamento de contato ocorra.

Também permanece realmente importante que qualquer pessoa que experimente os sintomas da COVID-19 se isole e obtenha um teste PCR via GOV.UK, ou telefonando para 119.

Há algumas exceções a esta abordagem e certos grupos ainda exigirão uma PCR de confirmação após um resultado positivo da LFD, por exemplo:

– Pessoas que desejam solicitar o Pagamento de Suporte de Teste e Rastreamento. Para solicitar o Test and Trace Support Payment, você deve ter testado positivo para COVID-19 após um teste PCR ou um teste de LFD assistido.

– Pessoas que tenham recebido um e-mail ou carta do NHS devido a uma condição de saúde que significa que podem ser adequadas para novos tratamentos COVID-19. Isto se aplica quando desenvolvem quaisquer sintomas de COVID-19, e devem usar o kit de teste PCR que lhes foi enviado no correio para este fim. Caso não tenham recebido um kit de teste PCR, eles podem providenciar um teste PCR.

– Pessoas que estão fazendo testes de LFD como parte de programas de pesquisa ou vigilância, e o programa lhes pede que façam um teste PCR de acompanhamento.

– Pessoas que tenham um resultado positivo no teste LFD de 2 dias após a sua chegada à Inglaterra.

Os testes de LFD devem ser usados por pessoas sem sintomas de COVID-19. Qualquer pessoa que tenha um dos sintomas centrais da COVID-19 – temperatura alta, tosse nova e contínua ou perda ou mudança no olfato ou no paladar – deve auto isolar-se e fazer um teste PCR. Eles devem auto isolar-se se obtiverem um resultado positivo no teste, mesmo que tenham tido um teste recente de fluxo lateral negativo – estas regras não mudaram.

De acordo com a abordagem de autoisolamento reduzido anunciada em 22 de dezembro, qualquer pessoa que testar positivo pode deixar o autoisolamento 7 dias após a data de seu teste inicial positivo se receber 2 resultados negativos de LFD, com 24 horas de intervalo, nos dias 6 e 7.

A medida temporária para remover os testes PCR confirmatórios foi introduzida antes, entre janeiro e março de 2021.

Fonte: Gov.uk

Imagem: Unsplash

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *