A responsabilidade de ser você

Por Cecília Mariano*

Não sei se você tem a mesma sensação, mas conforme o final do ano vai se aproximando, parece que todas as coisas também precisam acabar. E rápido! Os prazos se encurtam, as tarefas e atividades ganham um tom de maior urgência e precisam ser entregues com antecedência. É o momento de resolver as pendências, alcançar as metas e conquistar os objetivos.

Passamos grande parte do mês de dezembro sob as forças de Sagitário, mas a virada do ano é capricorniana. O clima é de festa e comemoração, mas paradoxalmente Capricórnio chega para nos lembrar das responsabilidades e da seriedade da vida.

Este signo é intimamente ligado com trabalho e, pensando na atividade que desenvolvemos profissionalmente (e que ocupa a maior parte do nosso tempo), gostaria de trazer este tema para discussão. Isto porque esta é uma época em que nossas esperanças por melhoras se renovam e tendemos a fazer planos de mudanças para o ano seguinte.

Muito longe de fazer uma análise técnica e histórica, quero apenas expor minhas considerações e experiências. Para mim, a nossa relação com o trabalho tem evoluído depressa. Nem tão antigamente assim, o empego era visto como algo que nos gerava renda, dava segurança e estabilidade e por isso deveria ser mantido a qualquer custo. Aliás, esse negócio de fazer o que se gosta era inexistente. Lembro de perguntar para o meu pai porque ele escolheu ser contador e ele respondeu que, naquela época, as mulheres faziam pedagogia e os homens contabilidade. “Não tinha essa de escolher. Era o que se tinha!” 

Com o tempo, fomos querendo gostar mais daquilo que fazíamos e exigindo mais autonomia e liberdade. E ela veio! Hoje podemos trabalhar de qualquer lugar e os limites entre o trabalho e a vida pessoal são muito tênues. Se você tem um telefone com o WhatsApp instalado, sabe que tanto seus amigos quanto seus clientes e chefes podem (e vão!) te encontrar a qualquer momento. Seja lá onde você estiver, se houver sinal de internet, você corre o risco de ser solicitado ao trabalho.

Vivemos uma vida mesclada, na qual profissional e pessoal se confundem. Assim, se não estivermos fazendo algo que faça o mínimo de sentido para nós, há grandes chances da vida como um todo também não fazer tanto sentindo.

Estamos em uma Era em que Ser e ganhar renda precisam estar alinhados por uma questão de sobrevivência. E isto está confundindo a cabeça de muitas pessoas, pois é preciso uma análise profunda de quem somos e também coragem para enfrentar nossas sombras e tomar decisões que podem significar uma mudança radical em nossas vidas.

A astrologia é um caminho (é o mapa da mina, na verdade!) e a nossa vocação está intimamente ligada com o nosso Sol. Ele é a nossa jornada, nosso caminho de desenvolvimento. Ele traz a força de Vontade para nos realizarmos integralmente. Quanto mais seu Sol brilhar, mais pleno e completo você será.

Os meus votos neste Natal e também no Ano Novo é que você, de uma maneira ou de outra, possa se conectar com o seu brilho interior e brilhar tão forte que sua luz ilumine o seu caminho e todos aqueles que precisam exatamente daquilo que você veio oferecer.

Seguir o nosso chamado interno não é apenas uma questão pessoal, mas também um dever coletivo, afinal o nosso trabalho maior na Terra é contribuir para o desenvolvimento do planeta.

Somos como as células de um corpo e não podemos nos dar ao luxo de resolver não funcionar direito sem que isto não afete todo o organismo.

As forças capricornianas estarão até o final do dia 19 de janeiro de 2022 nos ajudando a ter comprometimento e responsabilidade para completar nossa maior missão: sermos nós mesmos! Aproveite!

Um feliz Natal e um próspero Ano Novo!

Nos vemos em 2022!

* Cecilia Mariano é astróloga e terapeuta. Instagram: @ceciliamarianorosa. Site: ceciliamariano.com

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *