Viagens: Menos testes para os totalmente vacinados e só uma lista (vermelha) a partir de 04/10

A partir das 4 da manhã de segunda-feira (04/10), as regras para viagens internacionais para Inglaterra mudarão do sistema de semáforos vermelho, âmbar e verde para uma única lista vermelha de países e medidas de viagem simplificadas para as chegadas do resto do mundo.

As regras para viagens de países e territórios que não constem da lista vermelha dependerão do seu estatuto de vacinação.

Se chegar a Inglaterra antes de 04/10, você deverá seguir as regras actuais. Isto significa que deve reservar e fazer quaisquer testes COVID-19 de que necessite e seguir as regras de quarentena em vigor no momento da sua chegada a Inglaterra.

Viajar do resto do mundo se estiver totalmente vacinado

A partir de 04/10, poderá qualificar-se como plenamente imunizado se for vacinado ao abrigo de um programa de vacinação aprovado no Reino Unido, Europa, EUA ou programa de vacinação do Reino Unido no estrangeiro; com um curso completo das vacinas Oxford/AstraZeneca, Pfizer BioNTech, Moderna ou Janssen de um organismo de saúde pública relevante na Austrália, Antígua e Barbuda, Barbados, Bahrain, Brunei, Canadá, Dominica, Israel, Japão, Kuwait, Malásia, Nova Zelândia, Qatar, Arábia Saudita, Singapura, Coreia do Sul, Taiwan ou Emirados Árabes Unidos (EAU).

A segunda dose ou dose única (se for o caso) deve ter sido tomada pelo menos 14 dias antes da sua chegada à Inglaterra.

As pessoas totalmente vacinadas contra o coronavírus ainda precisarão reservar e pagar por um teste COVID-19 do dia 2 – a ser realizado após a chegada a Inglaterra; preencher o formulário de localização de passageiros – em qualquer altura nas 48 horas antes da sua chegada a Inglaterra; e fazer um teste COVID-19 no ou antes do dia 2 após a sua chegada a Inglaterra.

De acordo com as novas regras, esses viajantes estarão isentos de fazer um teste de pré-partida, um dia 8, quarentena em casa ou no local onde vai ficar durante 10 dias após a chegada à Inglaterra.

Deve poder provar que foi totalmente vacinado (mais 14 dias) com um documento (digital ou em papel) de um organismo de saúde pública nacional ou estatal que inclua, no mínimo, um documento: nome, data de nascimento, marca e fabricante da vacina, data de vacinação para cada dose, país ou território de vacinação e/ou emissor do certificado.

Se o documento de um organismo de saúde pública não incluir todos eles, poderá ser-lhe recusado o embarque.

Se estiver totalmente vacinado nos EUA, terá de apresentar um cartão do CDC mostrando que teve um curso completo de uma vacina aprovada pela FDA nos EUA. Terá também de provar que é um residente dos EUA.

Se estiver totalmente vacinado na Europa, terá de mostrar um Certificado COVID Digital da UE (EU DCC), mostrando que teve um curso completo de uma vacina aprovada pela EMA ou Swissmedic.

Viajar do resto do mundo se não estiver totalmente vacinado

A partir de 04/10, pessoas parcialmente vacinadas ou não vacinadas, antes de viajar para Inglaterra devem fazer um teste COVID-19 antes da partida – a ser feito nos 3 dias antes de viajar para Inglaterra.

Deve também reservar e pagar os testes do dia 2 e dia 8 COVID-19 – a serem realizados após a chegada à Inglaterra. E ainda preencher o formulário de localização de passageiros – em qualquer altura nas 48 horas antes da sua chegada.

Depois de chegar à Inglaterra, essas pessoas devem se colocar em quarentena em casa ou no local onde vai ficar durante 10 dias; fazer um teste COVID-19 no ou antes do dia 2 e no ou depois do dia 8.

Há uma chance de terminar a quarentena mais cedo se pagar por um teste privado COVID-19 através do esquema Test to Release.

Viagens de países da lista vermelha

Já quem esteve em um país ou território da lista vermelha nos últimos 10 dias, só será autorizado a entrar no Reino Unido se for cidadão britânico ou irlandês ou se tiver direitos de residência no Reino Unido.

Ainda assim, essas pessoas precisarão fazer um teste COVID-19 antes da partida – a ser feito nos 3 dias antes de viajar para Inglaterra; reservar um pacote de hotel de quarentena, incluindo 2 testes COVID-19; e preencher o seu formulário de localização de passageiros – em qualquer altura nas 48 horas antes da sua chegada à Inglaterra.

Na chegada, os viajantes será encaminhado do aeroporto diretamente ao hotel onde deve ficar em quarentena, incluindo 2 testes COVID-19.

Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique estão na lista vermelha, que será atualizada nos próximos dias.

A lista vermelha será revista a cada três semanas.

Fonte: Gov.uk

Imagem: Unsplash

Também pode interessar:

One thought on “Viagens: Menos testes para os totalmente vacinados e só uma lista (vermelha) a partir de 04/10

  1. Uma curiosidade, vim do Brasil e cheguei em Lisboa dia 19/09/21 e estou querendo ir a Londres a semana que vem, ou seja estou aqui a 17 dias. Não tenho direito a residência no Reino Unido. Sei que tenho que fazer o teste de 72 horas antes PCR, o teste de segundo dia e oitavo dia e fazer quarentena de 10 dias na casa da minha amiga. Mesmo assim eu teria que fazer quarentena em um hotel?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *