Por que Portugal estará na lista âmbar do governo britânico?

Autoridades portuguesas questionam a mudança de Portugal para a lista âmbar de destinos para UK. Em entrevista à Sky News, o professor Henrique Barros, presidente do Conselho Nacional de Saúde de Portugal, disse que a mudança de verde para âmbar era “uma reação exagerada”, já que a taxa geral de casos era “estável”, com pequenos aumentos em certas áreas, como nos arredores de Lisboa.

A partir das 04h da terça-feira (08/06), Portugal passará à lista âmbar de destinos do governo britânico, o que significa que a recomendação é não visitar o território português – e quem o fizer deve fazer dois testes no retorno, e se isolar em casa por 10 dias.

O governo explica a mudança de Portugal pelo temos da propagação da variante Delta.

O governo de Boris Johnson também acrescentou sete países à lista vermelha. São eles: Afeganistão, Bahrain, Costa Rica, Egito, Sudão, Sri Lanka e Trinidad e Tobago.

Quem estiver viajando para a Inglaterra, as regras dependem de onde você esteve nos 10 dias anteriores à sua chegada. Se você já esteve em um país ou território da lista verde, deverá fazer um teste de coronavírus (COVID-19) no dia 2 ou antes; se o destino foi um país da lista âmbar, deverá fazer quarentena na residência própria ou local onde estiver hospedado e fazer 2 testes COVID-19.

Se a origem for um dos países da lista vermelha, será necessário fazer quarentena em um hotel, com custos pagos pelo viajante, e fazer 2 testes COVID-19.

Atualmente você não pode entrar no Reino Unido se já esteve em ou através de um país da lista vermelha, a menos que seja britânico, irlandês ou que tenha o direito de viver no Reino Unido.

Essas regras precisam ser seguidas mesmo que o viajante tenha sido vacinado.

Imagem de Aveiro, Portugal: Unsplash

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *