Alemanha e França impõem fortes restrições aos viajantes britânicos

Os domiciliados britânicos estão enfrentando severas restrições de viagem impostas pela Alemanha e pela França por medo da propagação da variante indiana do coronavírus, que foi detectada no Reino Unido.

No caso da França, foi relatado que as pessoas que viajam para o país terão que passar por uma quarentena obrigatória a partir da próxima semana em meio à crescente preocupação com a rápida disseminação da variante do coronavírus identificada pela primeira vez na Índia.

Clément Beaune, Secretário de Estado francês para Assuntos Europeus, disse que a partir de segunda-feira (31/05), os viajantes que chegam do Reino Unido que não são cidadãos ou residentes franceses terão que provar uma razão essencial para sua viagem.

Da mesma forma, os viajantes terão que produzir um resultado negativo de um teste PCR ou um teste de fluxo lateral realizado em menos de 48 horas, ao invés das habituais 72 horas, antes da partida, e se auto isolar por sete dias.

A França exige atualmente que os viajantes de 16 países, incluindo Brasil, Índia, Argentina e Turquia, passem por um isolamento obrigatório de 10 dias, seja em casa ou em um endereço designado e aprovado, com o direito de sair por apenas duas horas por dia e enfrentar uma multa de 1.500 euros por descumprimento.

O porta-voz oficial do governo, Gabriel Attal, disse que havia “uma nova situação com a progressão da chamada variante indiana no Reino Unido”, acrescentando que a Alemanha já havia imposto controles rigorosos aos visitantes da Grã-Bretanha e que a França estava tomando “medidas semelhantes”.

A Alemanha proibiu todos os viajantes da Grã-Bretanha de entrar em seu território a partir da meia-noite de 23 de maio, logo após o Instituto Nacional de Saúde Pública do país ter designado o Reino Unido como uma “área de preocupação para uma variante do vírus”.

Os cidadãos e residentes alemães e seus familiares estão isentos da proibição, assim como aqueles que viajam por razões humanitárias urgentes, mas todas as chegadas do Reino Unido devem ser colocadas em quarentena por duas semanas, mesmo que tenham um teste PCR negativo.

Os movimentos da França e da Alemanha seguem a decisão da Espanha de acabar com todas as restrições aos visitantes britânicos desde 24 de maio, com o primeiro-ministro Pedro Sanchez dizendo que o país ficaria “extremamente feliz” em receber os turistas britânicos”.

A França, Alemanha e Espanha estão na lista âmbar do governo britânico, o que significa que os viajantes que chegam à Grã-Bretanha vindos desses países devem ficar em quarentena em casa por 10 dias e fazer um teste PCR antes da partida e dois testes após a chegada.

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *