Divulgada lista de candidatos para o CCRU

São 15 os candidatos às vagas no Conselho de Cidadania do Reino Unido (CCRU), organização que representa a comunidade brasileira junto ao Consulado do Brasil em Londres. As eleições acontecem entre os dias 17 e 28 de maio. Poderão votar todos que preencham os seguintes requisitos: Ter a nacionalidade brasileira; Ter 18 anos completos ou mais; Residir no Reino Unido há pelo menos 3 meses, independentemente de seu status migratório.⠀

O link para acesso ao formulário eletrônico de votação será divulgado no website e nas redes sociais do Consulado-Geral e do CCRU⠀

Aqui, a lista dos candidatos (em ordem alfabética) e uma pequena apresentação enviada por cada um.

Álvaro César Gonçalves Pétrus

“Sou jornalista de formação, pós-graduado em comunicação e atualmente estudo Teologia. Minha formação sempre foi orientada por princípios como a dignidade e o valor intrínseco e absoluto de toda pessoa humana. Por essa razão, sempre me engajei em projetos sociais que buscassem a promoção do respeito a pessoas menos favorecidas, como moradores de rua e pessoas de baixa renda. Isso se deu por meio de instituições religiosas a que fiz parte, tanto no Brasil quanto na Inglaterra. Atualmente integro o quadro de membros do Ministério Aliança Church em Londres, onde sou responsável pelo setor de comunicação e um dos líderes do grupo de jovens adultos, propondo atividades que busquem viabilizar o crescimento espiritual, intelectual e socioeconômico dos indivíduos envolvidos em nossa comunidade. Isso acontece por meio de atividades como encontros, estudos coletivos presenciais e online, arrecadação e doação de alimentos e roupas, cantinas sociais, fornecimento gratuito de livros e promoção constante de suporte a toda e qualquer demanda pautada em aspectos sociais, culturais e religiosos. Como membro do conselho, creio que eu agregaria valor ao setor de comunicação e de apoio social, ampliando a visibilidade do órgão e usando essa visibilidade para propor bem-estar social à comunidade brasileira.”

Bianca de Souza Bucciotti

“Cheguei a Londres em setembro de 2019 e ainda não tive a oportunidade de desenvolver relevante para pleitear assento no Conselho. Acompanho as atividades do Conselho (e inclusive quero parabenizar pela qualidade dos conteúdos, atuais e bem ponderados). Isso me inspirou a querer fazer parte desta iniciativa, trazendo para o debate temas simples do cotidiano. Minha ideia é criar uma cartilha/website de primeiros passos em UK, com linguagem acessível e informações de modo a criar senso crítico que proporcione uma busca autônoma de informações, baseada nas leis locais, minimizando desinformações e quebrando tabus. Sei que existe muito material na internet mas gostaria de oferecer um na qual as pessoas confiem, se sintam confortáveis em interagir e participar na construção. E ter o Conselho amparando esta iniciativa traz, sem dúvidas, muita segurança e credibilidade ao conteúdo. Sou bióloga com pós-graduação e também gostaria de incluir na pauta a sustentabilidade – como podemos assumir postura mais responsável com pequenas mudanças de hábitos no nosso dia a dia. Eu acredito que grandes mudanças são resultadas de pequenos passos executados em conjunto. E eu acredito na força e potência da nossa comunidade para operarmos para trabalharmos juntos e operamos importantes transformações.”

Christopher Boaron Vilela Machado

“Sou estudante de Economia, Política e Espanhol (A-Levels), finalizando meu curso até o final de maio. Procuro me especializar academicamente na área de diplomacia. Faço disso o meu objetivo, pois creio que adentrando nessa área irei ter a oportunidade de colocar em prática os valores absolutos nos quais eu baseio a minha vida: a verdade e o amor. Baseado nesses valores, eu me envolvi em projetos sociais no Brasil e na Inglaterra, exercendo caridade através de suporte emocional, financeiro e sanitário para pessoas em situação de risco. Nos últimos três anos tenho me voluntariado no Assembly of God Ministry Alliance (Charity N. 1141381), onde também lidero um grupo de jovens e adolescentes brasileiros. Nesse grupo tenho a oportunidade de prover palestras, aconselhamento pessoal e suporte de todos os tipos. Com o foco de promover o lazer, também organizamos passeios e viagens anuais dentro da Inglaterra, fortalecendo os vínculos e relacionamentos do grupo. Acredito que como parte do conselho, posso representar a juventude brasileira em Londres e auxiliar com a ampliação dos trabalhos sociais prestados. Espero poder trazer voz aos que não tem uma plataforma para serem ouvidos, assim servindo com excelência a comunidade brasileira.”

Cleidiomar Dalmasio

“Sou nascido na cidade de Colatina no interior do estado do Espírito Santo. Minha primeira imigração em Londres se deu de 2003 a 2008. Neste período, frequentei a comunidade católica brasileira que era presidida pelo Pe. Frederico. Fui catequista e formei a primeira turma de Primeira Comunhão na Comunidade Católica Santa Ana de Whitechapel. Sempre que podia ajudava o Pe. Fred em busca de um emprego ou moradia para os novos imigrantes. Em 2008 retornei para o Brasil e me formei em jornalismo em Vitória. Com o retorno para Londres em fevereiro de 2017, tentei lançar uma revista para a comunidade brasileira. Saiu a primeira edição, mas não deu muito certo. Desde então, não coloquei mais em prática o que aprendi na universidade. No momento estou cursando Formação de Social Media. Gostaria de alguma forma, poder ajudar meus conterrâneos com o aprendizado da minha formação, pois sei que a informação pode ser o remédio para muitos problemas e a desinformação pode causar muitos deles.”

Eduardo Marian Naum

“Sou o Eduardo Naum, moro em UK desde 2018 vivendo em Poole. Sou paulistano, membro do sumo conselho da igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias em Poole, evangelizador, casado, pai de 2 filhas na faculdade em UK. Sou muito ativo na comunidade brasileira em Bournemouth e Poole sou voluntario do BCP council para a pandemia Covid. Voluntario como professor de finanças pessoais no Instagram. Acredito que nossa comunidade tem uma quantidade grande de vulneráveis. Minha contribuição, além de ajudar nos comitês de liberdade religiosa e finanças, é poder focar em identificar e auxiliar os brasileiros mais vulneráveis que, às vezes por falta de conhecimento, não sabem a quem e como recorrer.”

Fernanda Rossatto Ellis

“Sou advogada no Brasil, contadora (chartered accountant) e mestre em direito (LLM) no Reino Unido e gostaria de participar ativamente do CCRU. Será um prazer compartilhar meus conhecimentos técnicos de maneira a auxiliar a comunidade brasileira com assuntos jurídicos e fiscais. Meu histórico de contribuições à comunidade incluem: – Blog tratando de temas jurídicos e contábeis (https://www.fernandaellis.com/blog); Canal no YouTube;  – Participação de eventos informativos da Casa do Brasil; – Eventos online, onde participantes podem esclarecer suas dúvidas; – Voluntária no Clubinho Verde Amarelo, onde ensinamos português a crianças residentes na região de Reading e Wokingham e Engajamento social no Brasil e no Reino Unido. Diante de um período tão difícil que a humanidade está passando, acredito ser fundamental o trabalho voluntário e união de forças. Acredito que o CCRU está bem situado para esta tarefa.”

Luis Claudio Benkard

“Benkard é ator, diretor teatral, escritor e cenógrafo. Além de produtor teatral. É co-fundador e diretor artístico da TIRSO COMPANHIA TEATRAL (TIRSO THEATRE COMPANY). Dentre os espetáculos que participou no Reino Unido, destaca-se o espetáculo FRIDA KAHLO VIVA LA VIDA, por ele dirigido. No Brasil no momento, encontra-se em fase de capitação de recursos para produção seu texto DOMINUS, previamente apresentado no THEATRE 503 em Londres. Caso eleito, pretende ampliar as relações entre Conselhos para a produção cultural da comunidade brasileira vivendo em Londres e ampliar o alcance do departamento cultura de Londres com outros países através de conselheiros dos CCRU.”

Marcia Rossi Mccusker

“Moro em Londres há cerca de 16 anos, também estudei Direito, realizo trabalhos voluntários para mulheres sobre violência doméstica, uma vez ao ano tenho contato diretamente com o primeiro-ministro e falamos sobre o tema violência doméstica. Sou casada com inglês há 5 anos, trabalho em uma grande empresa que tem contrato com a BBC, desde quando cheguei a Inglaterra sempre estive presente na comunidade para ajudar brasileiros como se manter

em país corretamente, atualizar sobre as leis e vigências.”

Maria Cleci Coti Martins

“Tenho formação superior em Direito – Tributário e Público – e poderia orientar a comunidade brasileira no que concerne a tributação brasileira, sobretudo regularização de Imposto de Renda, além de outras situações com o fisco brasileiro, e de questões envolvendo justiça brasileira. Participo de forma ativa de grupos de Facebook de brasileiros em Londres e também de imigração. Entendo que existe uma demanda para uma integração formal e organizada entre os brasileiros, sobretudo para fazer frente à solidão e à consolidação social e econômica no UK. Em geral, a mão de obra qualificada no Brasil é subaproveitada no UK (i.e., subempregos). Muitos brasileiros vêm para o UK para ficar um ou dois anos, para aprender a língua e ter uma experiência no exterior, às vezes, ficando na ilegalidade. Acredito que isso poderia mudar. Por exemplo, com um sistema de vistos provisórios para estágios em empresas britânicas para quem pretende ficar até um ano. Divulgação desse banco informal de estágios na página do consulado brasileiro. Também poderia ser feito um trabalho junto ao governo e às organizações profissionais do UK para que os profissionais brasileiros legais tenham mais chance de emprego e estágio na área de formação. Essa valorização é importante para aumentar a autoestima e as condições de vida dos brasileiros que aqui vivem. Crescendo juntos, seremos mais fortes e mais valorizados no país que nos acolhe.”

Mariana Golin Silva Winckler

“Sou catarinense e moro há 5 anos em Londres. Tenho uma vida dedicada à saúde pública tanto na gestão dos serviços de saúde como na pesquisa acadêmica. Sou dentista de formação e trabalhei por 15 anos como dentista de pacientes com necessidades especiais no Brasil. Tenho mestrado em gestão de políticas públicas, doutorado e pós-doutorado em Saúde Pública pela USP. Recentemente terminei minha pós-graduação em métodos de pesquisa social pela Birkbeck. Como professora universitária e pesquisadora, trabalhei com temas relacionados à odontologia para pacientes especiais, sócio-antropologia da saúde, gestão da saúde pública e educação em saúde para grupos em vulnerabilidade social. Atualmente, estou em formação para me tornar professora de ioga e começando meus estudos em interpretação. No Reino Unido, realizo trabalho voluntário para instituições como o AGE-UK e LAWRS. Em relação ao CCRU, pretendo trazer para o debate questões próprias da saúde pública, incluindo o direto ao acesso aos serviços de forma efetiva e humanizada bem como a integralidade do cuidado. Temas como o bem-estar e integração comunitária também precisam ser discutidos, uma vez que a complexidade da definição do conceito de saúde está intimamente relacionada com um contexto mais amplo. Também pretendo aplicar minha experiência em pesquisa para analisar os dados existentes (coletar outros, se necessário) para que, com os demais representantes do CCRU, possamos traçar estratégias que garantam saúde, bem-estar e exercício pleno da sua cidadania de todos os brasileiros residentes no Reino Unido.”

Neucimara de Rós

“Mais conhecida como Mara De Rós, arquiteta e design, ex atleta e eterna amante dos esportes. Graduada em Comercio Exterior, Design de Interior, Architectura e Design de landscape, duas pós graduações em comercio Exterior, pós em Design e Architectura, cursando Pós Graduação em Treinamento Desportivo e Atividade Física, com um projeto social em andamento de Divulgação, Incentivo e Participação da comunidade brasileira nas mais diversas modalidades esportivas em todo o Reino Unido, componente fundamental na afirmação da identidade nacional pela sua diversidade cultural. Ou seja, o esporte/lazer e atividade física são partes indissociáveis da socialização, serve para aproximar a comunidade brasileira, difundir suas culturas, e valorizar os profissionais nesta área. Sempre envolvida no mundo dos esportes, participei em diversas competições estaduais, nacionais e internacionais nas mais diversas modalidades como atleta e coordenadora de equipe, também trabalhei por oito anos na secretaria de esportes no meio oeste catarinense, e vejo aqui uma excelente oportunidade de contribuir para com os cidadãos brasileiros para massificar a pratica de atividades físicas, socialização cultural, saúde e bem estar a toda nação verde amarela no Reino Unido.”

Rodrigo Melo Quilelli Corrêa

“Resido em Londres desde 2002 e atuo como dançarino e produtor cultural desde então em diversos projetos, associações , grupos e individualmente bem como participante da Escola de Samba Paraiso realizando performances e aulas de samba por todo país , realizando workshops em community centres com artesanato em feitura de fantasias ou ensino de samba no pé . Atuei também pontualmente com a London school of samba e Brighton school of samba – Beleza . Tive participações e apoio ao grupo Paracarnival com a população em necessidades especiais. Atualmente produzo uma série de encontros de dançarinos e aulas de danças diversas no zoom #oficinadedançadotioRô. Como produtor de eventos, realizei diversos encontros sobre a cultura brasileira. Produzi e colaborei com o maior evento de samba de raiz de Londres, SOS Salve o Samba, e atualmente atuo produzindo lives no Instagram e YouTube exaltando e divulgando a cultura do samba junto à associação cultural e educacional do samba @sambadebambauk.”

Rosa Maria Aparecida Gonçalves

“Cheguei ao Reino Unido em 1978, vivo em Londres há 43 anos. Tenho 3 filhos todos acima de 24 anos de idade. Sai do Brasil como empregada doméstica e por 25 anos vivendo em Greenwich, sudoeste de Londres, como líder comunitária representando a comunidade de Greenwich na prefeitura de Londres. Todo meu trabalho é voltado ao bem-estar do povo, meio ambiente, e tudo a que de bem serve ao ser humano. No Reino Unido, sou conhecida por muitos pelo meu trabalho e experiências diversas que inclui babá diária em casa (childminder). Minha representação comunitária em Londres é vasta trabalho com a polícia local com o departamento da saúde, da educação, da cultura. Minha paixão é gastronomia e  jardinagem. Eu acredito que o que aqui aprendemos devemos passar para outros.”

Sandro Vita de Morais

“Como participante ativo da comunidade brasileira no Reino Unido, acredito que posso contribuir de diferentes maneiras servindo como facilitador entre as necessidades das pessoas e as instituições. Sou escritor com livros e artigos publicados em 122 países, além de empresário do segmento de tecnologia da informação. Tenho mais de trinta anos de atuação profissional em áreas onde a diplomacia, o poder de análise, e de realização estão em constante demanda. Acredito que minhas competências e boa vontade servirão ao propósito de atuar como “ponte” entre as pessoas e as autoridades, e de maneira imparcial procurar ver, ouvir e entender as carências de ambos os lados, bem como seus vários aspectos. Para mim, servir é um privilégio que exige integridade, atitude e responsabilidade acima de tudo. Ficarei feliz em contribuir com esta nova gestão do Conselho de Cidadania do Reino Unido, principalmente na área de cultura, ou socio-ativismo, ou até na coordenação-geral.”

Willekens Costa dos Santos

“Sou residente na Escócia deste de 8 de maio de 2019, trabalho numa escola infantil chamada Forest School Care, com crianças entre 3 até 12 anos de idade, faço parte de Scottish Social Services Council (SSSC), fiz uma inscrição na Universidade de Glasgow para o curso de Introdução Intercultural e resiliência emocional. Sou noivo de uma britânica com previsão de casamento para o dia 9 de julho, faço parte de comunidades em mídias sociais nos quais organizo jogos esportivos e pretendo também, junto a comunidade, trazer alguns hábitos da cultura brasileira, como festas juninas e carnaval.”

Fonte: CCRU

Imagem: Unsplash

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *