Reino Unido fará o primeiro estudo de coronavírus do mundo com teste em humanos e procura voluntários

Imagem: Pixabay

O Reino Unido será o primeiro país do mundo a realizar um estudo com teste em humanos sobre Covid-19, após a aprovação do órgão de ética de ensaios clínicos. Nas próximas semanas, 90 pessoas saudáveis de 18 a 30 anos serão expostas ao vírus e terão as reações acompanhadas pelos pesquisadores.

Estudos semelhantes foram fundamentais para impulsionar o desenvolvimento de tratamentos para diversas doenças, incluindo malária, febre tifoide, cólera e gripe.

Apoiado por um investimento de £ 33,6 milhões do governo britânico, o primeiro estudo do gênero para coronavírus envolverá o estabelecimento da menor quantidade de vírus necessária para causar a infecção, o que dará aos médicos uma maior compreensão da Covid-19 e ajudará a apoiar a resposta pandêmica, ajudando no desenvolvimento de vacinas e tratamentos.

Com início previsto para as próximas semanas, envolverá até 90 voluntários adultos saudáveis e cuidadosamente selecionados, expostos ao vírus em um ambiente seguro e controlado.

A segurança dos voluntários é primordial, o que significa que este estudo de caracterização do vírus utilizará inicialmente a versão do vírus que tem circulado no Reino Unido desde março de 2020 e demonstrou ser de baixo risco em jovens adultos saudáveis. Médicos e cientistas monitorarão de perto o efeito do vírus sobre os voluntários e estarão à disposição para cuidar deles 24 horas por dia.

Os pesquisadores também estão trabalhando muito de perto com o Royal Free Hospital e North Central London (NCL) Adult Critical Care Network para garantir que o estudo não terá impacto na capacidade do NHS de cuidar dos pacientes durante a pandemia. O estudo não começará sem o aval deles.

Uma vez realizado este estudo inicial, os candidatos à vacina, que provaram ser seguros em ensaios clínicos, poderiam ser entregues a um pequeno número de voluntários que são então expostos ao vírus Covid-19, ajudando a identificar as vacinas mais eficazes e acelerar seu desenvolvimento.

Os pesquisadores estão incentivando as pessoas com idade entre 18 e 30 anos, que estão com o menor risco de complicações resultantes do coronavírus, a se voluntariarem para este estudo vital.

Os voluntários serão compensados pelo tempo que passarem no estudo, que está sendo realizado por uma parceria entre a Força Tarefa de Vacinas do governo, o Imperial College London, Royal Free London NHS Foundation Trust e a empresa clínica líder da indústria  hVIVO, que foi pioneira em modelos de desafios humanos virais.

As instalações de pesquisa clínica especializadas e seguras do Royal Free Hospital em Londres são projetadas especificamente para conter o vírus. Médicos e cientistas altamente treinados estarão à disposição para examinar cuidadosamente como o vírus se comporta no corpo e para garantir a segurança dos voluntários.

As pessoas podem manifestar interesse em participar desta pesquisa em https://ukcovidchallenge.com/

Fonte: Gov.uk

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *