Imagens do ato antirracista ocorrido em frente à embaixada do Brasil em Londres

Imagens: Carlos Junior

Nesta quinta-feira (10/12), Dia Internacional dos Direitos Humanos, a comunidade brasileira participou de um ato de denúncia às mortes de pessoas pretas e o racismo institucionalizado no Brasil. O protesto aconteceu em frente à embaixada do Brasil em Londres.

”É um grito de desespero e um pedido de ajuda”, diz Elda Cardoso, organizadora do evento e cofundadora do grupo Frente Preta UK, criado há duas semanas para atuar como uma voz a reverberar o que acontece no Brasil.

“Relembramos aqueles que tiveram suas vidas interrompidas precocemente de forma brutal. Exigimos que a população preta viva com dignidade e igualdade de direitos”, relatam organizadores na página do grupo no Facebook.

Racismo institucionalizado

Segundo estudo divulgado nesta quarta (9/12) pela Rede de Observatórios da Segurança, a população negra é a que mais morre pela polícia, seja em números absolutos ou proporcionalmente. Os dados dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará e Pernambuco apontam para um racismo institucionalizado.

Na Bahia, 97% dos 650 mortos pela polícia em 2019 eram pretos. Em Pernambuco, 93%.

Aqui, algumas imagens do protesto.

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *