Projeto de aulas de computação para idosos é premiado em UK

Na cerimônia de entrega do prêmio, a partir da esquerda: Nuno Vinhas; voluntário José Brands; Luisa Sofia, CEO da Oldalone; presidente da organização Izabela Branistenau e a aluna voluntária Maria Luisa

O Click & Connect 4 All, programa de aulas de computação para idosos da comunidade luso e latino-americana no Reino Unido, comandado pelo educador português Nuno Vinhas, da organização Oldalone UK, foi premiado com a honraria Best Diversity and Inclusion Impact 2020, pelo Institution of Engineering and Technology (I&T).

Na segunda-feira (14/12), foi a entrega do troféu, com a presença de representantes do I&T e Oldalone UK, em um evento presencial limitado a 15 convidados. Essa foi a primeira vez que uma honraria como esta foi entregue a uma associação de falantes de português e espanhol em UK.

“É um prestígio muito grande”, comemora Vinhas, engenheiro de computação e educador há mais de duas décadas. “Para esta categoria, foram 365 inscritos. Ficamos entre os três finalistas concorrendo com BT e Emerson, duas empresas com atuação gigante no Reino Unido.”

Tamanha surpresa foi ver que a decisão pelo programa da Oldalone UK foi unânime em um júri de dez pessoas, formado por especialistas e nomes destacados na área.

“O projeto foi pensado de modo a consolidar e abraçar a comunidade latino-americana, principalmente as pessoas idosas”, explica Nuno Vinha, ele próprio residente de Londres há 56 anos. “Tudo foi planeado para alcançar pessoas com pouca instrução acadêmica, o que significou uma adaptação visual, oral e de programação neurolinguística”.

Infelizmente, desde o início da pandemia, as aulas estão interrompidas.

Nuno explica que tentou obter ajuda do governo para adaptar as lições presenciais para o meio on-line, mas teve o pedido por recursos negados. Como as aulas aconteciam em uma sala alugada com todos os equipamentos em Lambeth College, era preciso adquirir elementos técnicos, como câmeras, computadores e telas.

Com o índice de desemprego em alta na Inglaterra, Nuno reclama da falta de uma política mais assertiva do governo para inclusão digital. “Com a pandemia, e a necessidade urgente de trabalhar de casa e estar conectado, o governo precisa providenciar acesso à internet para todos.”

Nuno lembra que o problema pode ser ainda mais grave em uma parcela grande da comunidade de falantes de português e de espanhol no Reino Unido. “Eles precisam de lições de inglês, matemática e tecnologia, não apenas para usar um computador, mas também conseguir usar um caixa eletrônico no supermercado”, diz. “Tudo isso sem esquecer que o educar precisa ser afável.”

Pode interessar:

One thought on “Projeto de aulas de computação para idosos é premiado em UK

  1. Agradeço a cobertura noticiosa de Oldalone UK. Mais actividades em planejamento e em curso. Talvez lhes possa interesar a todas as nossas comunidades.
    Bem hajam . Obrigado.
    Nuno Vinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *