Eastbourne – Uma das capitais do suicídio no Reino Unido

Por Manuel Gomes*

Imagem: Wikipédia

Situada no Canal da Mancha, Eastbourne é uma cidade com uma extensa comunidade de língua portuguesa que vai recuperando a sua paz.

Mesmo os que lá vivem, talvez não saibam que para lá do tradicional pie,  existe uma história que distingue a região.

Em alguns momentos é possível ver responsáveis religiosos visitando o local na procura de eventuais suicidas. O cenário absolutamente fantástico tem tanto de real como de fatal.

Nas diversas oportunidades que tive de visitar o local em diferentes estações do ano, dia de semana ou hora do dia, foi possível escutar o ruído das ondas do mar que muitas pessoas aceitaram pela última vez como o desafio final. É como visitar um cemitério num ambiente emocional de visual quase surreal.

A comunidade portuguesa local atravessou alguns problemas que parecem estar felizmente sanados. Parabéns aos portugueses de Eastbourne.

Se decidirem visitar o local e preferirem comida portuguesa, a principal referência é o Restaurante Farol. A Maria, proprietária do restaurante, conhece e região e a Comunidade Portuguesa na ponta da língua.

Voltemos ao cenário dantesco de dimensão imensa em forma de precipício. Ao arrepio de toda a legislação britânica, a montanha marítima de Eastbourne parece um convite para uns morrerem e para outros escreverem.

Não existe qualquer tipo de gradeamento ou proteção no precipício. Um salto apenas divide o céu da terra, a terra do mar e o mar do ar numa única fronteira num cenário de costuras divinas.

Inglaterra não é só Londres.

* Manuel Gomes é jornalista e escritor português a viver em Londres.

Também pode interessar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *