Técnicas para mitigar o isolamento entre idosos

Por Maria Alejandra Almenar (@Collecting_Bridges)

Foto: Todd Cravens/Unsplash

Os efeitos psicológicos do confinamento têm sido muitos: ansiedade, angústia, solidão e depressão podem ser contados em uma triste lista que afeta a todos, mas principalmente os idosos. Especialmente aqueles confinados a lares de idosos.

Levando em conta certas técnicas que podem ajudá-los a melhorar seu humor, podem ter um impacto positivo sobre sua saúde, melhorando seu sistema imunológico. Abaixo estão algumas técnicas dentro da estrutura da Psicologia Positiva para ajudar a mitigar os efeitos psicológicos e emocionais da pandemia.

As atividades lúdicas são uma ferramenta muito útil na preservação de um bom humor. Os jogos de tabuleiro, por exemplo, incentivam a interação social entre membros da mesma família e, ao mesmo tempo, desafiam a memória, a expressão e a estratégia. Se possível, estes jogos também podem ser jogados remotamente, através das diversas plataformas de vídeo chamada ou em alguns casos nos próprios sites dos jogos: Ludo, Bingo, Uno, Xadrez, Domino, são todas opções válidas para se divertir e levantar os ânimos.

Ir para as memórias

Uma das técnicas da Psicologia Positiva para ter emoções para cuidar da saúde emocional, é ir ao baú das memórias. O uso de fotos ou vídeos para lembrar bons momentos pode trazer um sorriso para o rosto dos adultos mais velhos, desde que esta atividade seja acompanhada de conversas sobre planos futuros, para não transformar o momento em uma ode à nostalgia.

Movendo o corpo

O exercício físico é muito importante para a saúde mental e o bem-estar emocional. A realização de atividades como dança ou Tai Chi é muito benéfica e também pode ser adaptada às limitações físicas no caso de pessoas mais velhas. O YouTube oferece inúmeros vídeos com aulas especialmente destinadas a pessoas idosas, embora a orientação de um treinador ou pessoa qualificada seja sempre bem-vinda.

O excesso de tempo livre que a pandemia significou para todos, em muitos casos, permitiu que muitos retomassem seus hobbies. Para os avós, retornar às atividades que haviam negligenciado ou descoberto novas pode ser uma atividade gratificante: tecer, bordar, ler, escrever, pintar, tocar um instrumento musical, recomeçar a cozinhar ou mesmo aprender ou praticar uma nova língua pode tornar este tempo muito significativo. O uso de novas tecnologias é uma grande ajuda nestes casos se a pessoa tem uma empresa jovem que pode ajudá-la a descobrir como a Internet pode ser um guia nestas tarefas.

Uma das principais preocupações com os adultos mais velhos é a perda progressiva da memória. Há muitas atividades destinadas a estimular a memória e os processos cognitivos nos adultos mais velhos que não requerem intervenção profissional. Jogos como o Sudoku, Scrabble, cartões de leitura e a imprensa são atividades mentais recomendadas que devem ser feitas diariamente para evitar a perda da memória e outras habilidades cognitivas.

Em conclusão, manter a mente e o corpo ocupados é a melhor maneira de nossos adultos mais velhos sofrerem mais, os rigores do confinamento que, se houver, é ainda mais extremo e necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *