14 °C
Comportamento

Estilo de vida: Compromisso de outono

|

Outrono

“Você é o que você come” é simples e bastante preciso. Foto: Reprodução


(LONDRES) Por Priscila Schramm Gonsalez


É importante perceber que são as escolhas alimentares que fazemos hora a hora, refeição por refeição, semana a semana, que determinam como nos olhamos e nos sentimos todos os dias. A forma, a aparência, a agilidade mental, a gordura corporal, a concentração, a capacidade física do corpo são um reflexo das escolhas regulares que fizemos nas últimas semanas, meses e anos. Da mesma forma, as mudanças que queremos ver serão o resultado de mudanças consistentes nas próximas semanas e meses. “Você é o que você come” é simples e bastante preciso.



Ato de equilíbrio

Não precisamos de alimentos e suplementos caros ou personalizados, que passam por uma série de processos de fabricação - para não mencionar, gerar custos adicionais de embalagem, transporte e armazenamento.

Todos os indivíduos têm requisitos de energia/nutrientes ligeiramente diferentes, embora existam alguns princípios gerais úteis sobre nutrientes que beneficiarão a todos - precisamos de um equilíbrio entre nutrientes certos de alimentos nutritivos no momento certo e na quantidade exata - e produzidos localmente e o mais sazonalmente possível:

Hidratos de carbono são a principal energia do fornecedor. Os carboidratos de digestão lenta são ideais. Sem carboidratos, o corpo não será capaz de trabalhar duro e começará a quebrar o músculo existente para fornecer energia - um processo chamado catabolismo.

Gorduras também são necessárias para ajudar a liberação sustentada de energia e o uso de gordura corporal. Elas também são necessárias para transportar nutrientes vitais e na produção de hormônios como a testosterona. Sem elas, o corpo não consegue usar vitaminas solúveis em gordura efetivamente - vitaminas A, D, E e K.

Proteína é necessária para o reparo e o crescimento muscular, tanto na vida cotidiana quanto após o exercício; embora o corpo só possa usar até cerca de 25 a 35 gramas a qualquer momento (qualquer coisa adicional não será usada e exercerá pressão adicional sobre outros órgãos do corpo).

Nós também temos um requisito diário para uma variedade de vitaminas e minerais, os quais trabalham em centenas de combinações diferentes, realizando centenas de papéis no corpo. Convertem alimentos em energia e reparam os danos celulares, além de fortalecer ossos, curar feridas e reforçar o sistema imunológico.

Comer colorido

O exercício pode aumentar a necessidade de vitaminas e minerais. Concentre-se em quatro a cinco vegetais e apenas duas a três frutas para obter quantidade suficientes de nutrientes. Pense nas cores do arco-íris, e o que quer que você faça, obtenha seus verdes e vermelhos. Verde é vital para todos os processos metabólicos funcionarem eficazmente. Vermelhos estão cheios de antioxidantes.

Comidaoutono

Foto: Reprodução


Compromisso de Outono

Que tal se comprometer a incluir alguns vegetais adicionais na dieta e fazer mais exercícios? Opte pelo que é local e na temporada, pois será mais fácil e mais barato para seu bolso. Finalmente, para aqueles que desejam outra excelente fonte de proteína não animal, optem por grãos como lentilha, grão de bico e feijões.



* Priscila é nutricionista funcional em Londres com registro no HCPC.