15 °C
Reino Unido

​Governo britânico deporta milhares de pessoas e aumentam barreiras para os imigrantes

|

Migrantion

Foto Reprodução


(Londres) Da redação - Em 12 meses, cinco mil pessoas foram expulsas de terras britânicas. Esses números vêm sendo divulgados pelo próprio Home Office. Fato é que apesar das promessas do governo, liderado por Theresa May, de garantir os direitos dos moradores, milhares de pessoas têm sido obrigadas a sair do Reino Unido. Os migrantes da União Europeia pouco qualificados parecem ser o principal alvo propostos no sistema de imigração pós-Brexit.


Informações do Home Office dão conta de mostrar como o sistema daria poderes ao governo do Reino Unido para barrar a entrada dos cidadãos da UE, assim como o direito de trabalhar e colocar novas restrições sobre os membros da família a ser trazidos para a Grã-Bretanha. Também há incentivos à contratação de mão de obra local, para tentar regular as indústrias, que contam profissionais de baixa qualificação.


Por outro lado, existem algumas ações, como tem publicado a imprensa britânica, em que uma investigação por indícios de discriminação contra cidadãos da UE pode dar o devido peso de justiça. Os que procuram emprego ou mesmo a compra de bens e serviços no país estariam sofrendo discriminação.


O jornal The Guardian informou, citando o ministro das Igualdades do Reino Unido, Nick Gibb, que o governo está “ciente e está investigando” sobre o aumento do número de casos de discriminação.



NPE01S20913011