7 °C
Londres

Pontes de Londres ganham barreiras para evitar ataques terroristas

|


Xbarricadalondres.jpg.pagespeed.ic

Foto: Reuters


(LONDRES) Da redação


Os três atentados que atingiram o Reino Unido recentemente mudaram a paisagem de Londres. Para tentar proteger a população de novas ações terroristas, autoridades britânicas decidiram instalar barreiras de concreto e barras de ferro nas pontes da capital. Dessa forma, motoristas não conseguiriam mais jogar veículos na direção dos pedestres, como aconteceu em Westminster e na London Bridge.


Barricadas começaram a ser colocadas no dia seguinte ao atentado de sábado (3), no qual três homens atropelaram várias pessoas com uma van na Ponte de Londres. Em março, um terrorista avançou com o carro sobre pedestres na Ponte de Westminster. Os dois ataques deixaram ao menos 12 mortos. No ano passado, um ataque semelhante ocorreu na cidade francesa de Nice.


A instalação já foi concluída nas pontes de Waterloo, Lambeth e Westminster. Na véspera do atentado, a posição das autoridades era outra. A Corporação da Cidade de Londres havia informado que não havia planos de aplicar barreiras de segurança na estrutura da London Bridge.



Blocos vedam passagem de carros para pista de pedestres


Blocos de concreto vedam a passagem de carros para a pista de pedestres das pontes. Grades de metal estabelecem separação entre veículos e transeuntes durante toda a travessia. Estruturas semelhantes foram montadas na porta do Palácio de Buckingham e Castelo de Windsor nos dias seguintes ao atentado de Westmisnter. As pontes, no entanto, não tinham sido incluídas.

O chefe da Polícia Metropolitana, Cressida Dick, disse que o objetivo é ajudar na contenção dos ataques terroristas, que exigem apenas um veículo em posse do autor, ação que desafia autoridades pela simplicidade e dificuldade de prevenção. "Teremos mais polícia armada nas pontes e perto delas. As pessoas devem se preparar para isso", afirmou Dick.