11 °C
Comunidade

Ministro português fala em favor da comunidade em visita a Londres

|

(LONDRES) Por Susana Raposeiro


Foto: Reprodução

Augusto santos silva 6jan2017 foto lusa 21700d6b9 base

Direito dos cidadãos é um dos temas que Santos Silva considera prioritário nas negociações do Brexit



Governo português pediu ao governo britânico que "facilite" o processo de atribuição de residência permanente a portugueses que estão no país há mais de cinco anos, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, após encontro com Boris Johnson, ministro responsável pelo processo Brexit.


Santos Silva disse aos jornalistas, na embaixada de Portugal após o encontro, que Boris Johnson "foi muito sensível e não foi apenas uma sensibilidade discursiva ou retórica", cita a Lusa. O encontro resulta do feedback de muitos dos cidadãos, que vivem no Reino Unido.


O consulado tem conhecimento de que vários portugueses estão encontrando dificuldades no processo de atribuição de residência permanente. Dessa forma, o governo português decidiu pedir ao governo britânico que "facilite" nesse processo.

Numa reunião com o britânico, Boris Johnson, Augusto Santos Silva queixou-se de que muitos cidadãos portugueses estão encontrando dificuldades no processo, que o Brexit poderá complicar. Dificuldades vão desde formulários demasiados extensos, perguntas alegadamente sem sentido e pedido excessivo de documentos.


“Centenas de pessoas, se não milhares, estão tentando regularizar sua situação e obter os títulos de residência permanente e confrontando-se com uma burocracia que nos parece excessiva", afirmou Santos Silva. “Tanto assim que combinamos um método: a embaixada portuguesa sistematizará as dificuldades com as quais os portugueses se deparam e essa síntese será apresentada ao Foreign Office, para que autoridades possam facilitar esse processo".


Apesar dos obstáculos, Santos Silva encorajou "todos os portugueses que residem no Reino Unido" a regularizar sua situação e àqueles há mais de cinco anos no Reino Unido devem pedir o título de residência permanente. Isso facilitará muito o reconhecimento automático dos direitos que têm, agora e no futuro".


O direito dos cidadãos é um dos temas, que Santos Silva considera prioritário nas negociações do Brexit, cujo processo deverá ser desencadeado até o final de março. Portugal tem interesse particular, porque tem uma comunidade de aproximadamente 400 mil pessoas e acolhe cerca de 40 mil britânicos em Portugal. "Para nós, a não discriminação e a reciprocidade devem ser critérios essenciais", defendeu.