6 °C
Mundo

Santos recebe Nobel e diz que a guerra na Colômbia chegou ao fim

|

(LONDRES) Da redação - Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, recebeu no sábado (10) em Oslo (Noruega) o Prêmio Nobel da Paz. A condecoração foi concedida devido ao papel do chefe de Estado na assinatura do acordo de paz entre governo colombiano e guerrilheiros das Farc. Ao receber o prêmio, Santos disse que a guerra no país chegou ao fim.


"A guerra que causou tanto sofrimento e angústia a nossa população, por todo o nosso belo país, terminou", disse Juan Manuel Santos, que foi muito aplaudido. O povo colombiano, "com apoio de amigos de todo o planeta está tornando possível o impossível", acrescentou.



Nobel3

Foto: Tobias Schwartz/AFP



Após a população ter rejeitado o acordo inicial em referendo, realizado em 2 de outubro, novo pacto foi costurado entre governo e Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. A nova versão inclui propostas de críticos ao documento original.


O Nobel tinha sido anunciado em outubro. Santos dedicou o prêmio a vítimas da guerra e negociadores, tanto das forças armadas como das Farc. Em seu discurso, ele afirmou que o acordo na Colômbia pode ser um modelo a países em guerra como a Síria. "O acordo de paz da Colômbia é um raio de esperança num mundo perturbado por tantos conflitos e tanta intolerância", disse.


Apesar da ratificação do acordo de paz com a guerrilha, Santos estimulou autoridades a "repensar a guerra mundial contra as drogas", pois ela ainda não foi vencida. "O narcotráfico é um problema global e requer uma solução global”, afirmou.