6 °C
Esporte

Cristiano Ronaldo e Mourinho

|

(LONDRES) Por Susana Raposeiro - A Gestifute, empresa do agente Jorge Mendes, fez saber esta sexta-feira, através de uma declaração pública, que Cristiano Ronaldo e José Mourinho estão em dia com as suas obrigações fiscais tanto em Espanha como no Reino Unido.



Na mesma declaração, enviada à Agência Lusa, a Gestifute sublinha que Cristiano Ronaldo e José Mourinho nunca estiveram envolvidos em qualquer processo.



Esta reação da Gestifute surge na sequência da notícia publicada no jornal digital espanhol "El Confidencial", que acusa Cristiano Ronaldo de ter utilizado durante anos uma empresa da Irlanda, com sede em Dublin, a Multisports & Image Management (MIM) Limited, para explorar os seus direitos de imagem e arrecadar os proveitos milionários que obtém com eles.


O esquema envolveria uma teia de negócios e seria semelhante ao usado por outras pessoas do mundo do futebol, também ligadas ao empresário Jorge Mendes, denuncia o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação. Segundo o "El Mundo", de 150 milhões de euros de direitos de imagem, Ronaldo terá pago 5,6 milhões de impostos, menos de 4% do total.



De acordo com o jornal espanhol, em 2009, CR7 transferiu os direitos sobre a sua imagem para a Tollin Associates, com sede nas Ilhas Virgens britânicas, um paraíso fiscal. Depois, a Tollin transferiu os direitos para a Polaris e a Multisports & Image Management (MIM), ambas sediadas na Irlanda. Foram estas duas empresas que venderam a imagem do craque português a grandes marcas, como a Nike e a Samsung. O dinheiro foi transferido para a Tollin Associates, onde termina o rasto. As vendas renderam 74,8 milhões de euros.



Foto: Divulgação



Num segundo negócio, feito em 2014, Ronaldo terá encaixado outros 75 milhões: a venda antecipada às offshore Adifore Finance e à Arnel Services - com sede na mesma morada de Tollin - dos direitos sobre a imagem relativos aos anos de 2015 a 2020. Nesse ano acabava um regime fiscal especial para desportistas e Ronaldo terá declarado ao Fisco de Espanha receitas de apenas 11,2 milhões de euros, indicam os documentos enviados pelo Football Leaks à revista alemã "Der Spiegel".



Mourinho

Foto: Divulgação



Entretanto, há precisamente um ano, o Fisco espanhol iniciou uma investigação sobre a situação fiscal de Ronaldo, que ainda decorre, diz o jornal espanhol.


A Gestifute justifica a divulgação do documento com as "notícias vindas a público dando conta de alegadas irregularidades nas declarações de rendimentos de Cristiano Ronaldo".


Segundo a empresa, o seu objetivo é o de prestar aconselhamento aos seus clientes no respeito da legislação vigente em cada país.


Também Mourinho foi apanhado na investigação. Terá pago milhões em impostos atrasados, devido a um esquema que também passava por uma empresa sediada num paraíso fiscal, nas Caraíbas.