6 °C
Home

Imigração bate novo recorde no Reino Unido

|

(LONDRES) Por Luiza Munhos - Dados divulgados pelo Departamento de Estatísticas do governo britânico na semana passada mostraram que o número de imigrantes europeus, que vieram morar no país, bateu novo recorde este ano.


Segundo informações, foram 284 mil novos imigrantes, provenientes de países da União Europeia. Os que mais enviaram pessoas foram Romênia e Bulgária, que também bateram o próprio recorde de emigrantes para o Reino Unido. Um em cada 10 imigrantes que entraram no país este ano é da Romênia. Autoridades britânicas informaram ainda que houve aumento de 11% nos pedidos para o National Insurance Number, vindo de pessoas desses países.


No total, o Reino Unido recebeu 650 mil novos imigrantes, incluindo aqueles de fora da Europa. Ao mesmo tempo, 315 mil britânicos deixaram o país para morar em outros lugares, o que gerou um balanço de migração de 335 mil pessoas. Esse número está muito acima da meta estabelecida pelo governo de Theresa May, que prometeu limitar a migração em 100 mil pessoas por ano.




Imigrao Foto Viewsbank

Foto: Divlgação




A divulgação dos dados reacendeu o debate sobre a saída do Reino Unido do bloco, aprovada pelo referendo que aconteceu em junho deste ano. Uma das principais bandeiras do Brexit era que apenas a separação da União Europeia seria capaz de controlar a migração. No entanto os dados divulgados são referentes ao ano de 2016, apenas até o mês de junho, quando aconteceu o referendo. Sendo assim, ainda é difícil saber qual o impacto real do Brexit no fluxo de imigrantes no país.


O Departamento de Estatísticas informou ainda que a maioria dos imigrantes (130 mil) vem ao Reino Unido em busca de emprego. Outros 107 mil viriam depois de ter proposta de emprego garantida. O número de imigrantes com baixa qualificação também aumentou.


O Ministro de Imigração britânico, Robert Goodwill, declarou mais uma vez que controlar o fluxo de imigração será uma prioridade durante as negociações do Brexit, que acontecem esta semana. Ele disse que o referendo deixou uma “mensagem clara” de que esses números devem ser contidos.


Por outro lado foi registrada queda no número de imigrantes que vem ao Reino Unido estudar. Foram 30 mil pessoas a menos do que no ano passado. Dados são relacionados principalmente a cursos de idiomas e superiores em universidades menores.