6 °C
Home

Aletria á moda do minho

|

Aletriaxx 

Foto: Google




(LONDRES) Por Susana Raposeiro - A aletria provavelmente foi trazida para a Península Ibérica pelos mouros, no século VIII ou IX. Manteve-se em Portugal e foi incorporada na culinária portuguesa, passando a designar a massa de fios muito finos, com a qual se prepara um doce típico de Natal, presente em quase todas as regiões do país.


No entanto, com o tempo, o nome "aletria" foi desaparecendo na Espanha, mantendo-se apenas na região do antigo Reino de Múrcia. Também no Brasil, a aletria é usada em doces e sopas, sendo também conhecida como "macarrão cabelo de anjo".


A aletria apresenta particularidades dependendo da zona do país - maior ou menor quantidade de massa, com ou sem gemas. Nas Beiras a aletria é de consistência compacta e pode-se cortá-la em fatias. No Minho a consistência é mais cremosa.




Aletria2

Foto: Google



Ingredientes:


7,5 dl de água

350 gr de açúcar

50 gr de manteiga

6 gemas

1 casca de limão

1 pau de canela

250 gr de aletria


Modo de preparo:


1.Cozer a aletria em água abundante com uma pitada de sal.

2.Escorrer.

3.Entretanto faz-se uma calda levando a água a ferver com o açúcar, casca de 1 limão e pau de canela, depois do açúcar dissolvido juntar a aletria e a manteiga, mexer bem e deixar cozer mexendo de vez em quando até a calda desaparecer.

4.Retirar do lume e bater as gemas muito bem e adicionar aos poucos a aletria mexendo sempre para não talhar.

5.Levar novamente ao lume mas sem deixar ferver.

6.Colocar em travessas e polvilhar com canela.