6 °C
Esporte

​O mundo todo vestiu verde em homenagem ao Chapecoense

|


197854641566415640360

O estádio de Wimbley ganhou a cor verde e a frase “Força Chape”


(LONDRES) Da redação


O humilde time brasileiro ganhou a maior torcida do planeta em condolências à tragédia da queda do avião que levava jogadores, e jornalistas brasileiros a final da Copa Sul- americana

Apenas seis pessoas sobreviveram à tragédia, entre elas estão três jogadores, um jornalista e dois tripulantes que estavam a bordo do voo que levava o time de Chapecó, interior do estado de Santa Catarina, no sul do Brasil, à disputa final da Copa Sul-ameriocana na Colômbia.

O futebol brasileiro viveu a pior tragédia de sua História na noite de segunda-feira (28), quando o avião que levava a equipe da Chapecoense, que jogaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, caiu na cidade de La Unión, próxima a Medellín (Colômbia). A tragédia deixou 71 mortos e 6 pessoas sobreviveram ao acidente.

Inicialmente foi informado que o avião da companhia aérea boliviana Lamia tinha 72 passageiros e nove membros da tripulação. No entanto 4 pessoas não embarcaram, entre eles o filho de Caio Júnior, técnico da Chapecoense, que teve problemas com o passaporte.


Os 71 corpos foram encontrados. Além dos jogadores e membros da delegação do clube de Santa Catarina estavam no voo jornalistas, que cobririam a partida. A equipe saiu de São Paulo numa aeronave com destino à Bolívia, onde os passageiros trocaram de avião para seguir com destino à Colômbia.

O avião caiu quando se aproximava do aeroporto José María Córdova, em Medellín, onde seria disputado o primeiro jogo da final da competição. As causas da tragédia ainda não foram identificadas. Especialistas trabalham com a hipótese de pane elétrica ou falta de combustível. As duas caixas-pretas da aeronave foram encontradas e serão periciadas.

Seis pessoas sobreviveram, entre elas estão três jogadores

A tragédia também abalou o jornalismo esportivo brasileiro, pois vários profissionais morreram no acidente. Estavam no avião 22 funcionários de empresas como Globo, Fox Sports, Sportv, RBS e de veículos da mídia catarinense. Entre os mortos está o comentarista Mário Sérgio, da Fox Sports, que foi técnico de futebol e na sua época de jogador atuou em clubes como Internacional e Grêmio.


De acordo com a Aeronáutica Civil da Colômbia, seis pessoas foram resgatadas com vida do acidente, sendo três jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel; o goleiro Follmann; o zagueiro Neto. O jornalista Rafael Henzel e os tripulantes Ximena Suarez e Erwin Tumiri completam a lista de sobreviventes.

Segundo informações, Follmann precisou amputar uma das pernas. Os demais foram operados e estão fazendo exames para verificar a extensão dos ferimentos, mas a expectativa é de que todos saiam com vida.

Informações sobre o goleiro titular da equipe, Danilo, estavam bastante desencontradas. Ele teria sido resgatado com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Localizada no oeste catarinense, Chapecó é uma das cidades mais importantes do estado. A tragédia abalou o município, que declarou luto oficial de 30 dias.