6 °C
Saúde

Preparando os primeiros cuidados com o recém-nascido

|

OMOTHERNEWBORNfacebook11



(LONDRES) Por Carmen Rey

carmenbr@yahoo.com.br




É nesse momento que muitas mães ficam assustadas e não sabem o que fazer especialmente quando é o primeiro filho. Por isso é bom aproveitar ao máximo o tempo no hospital para descansar e extrair a maior quantidade de informações das midwives, pois elas podem auxiliar nos primeiros cuidados com o recém-nascido, como banho, amamentação, troca de fraldas etc.


Nos primeiros dias de vida, a criança passa por uma bateria de exames. Nas primeiras 24 horas deve receber injeção de vitamina K, porque ajuda a evitar uma doença rara e grave no sangue, que causa hemorragia. Os pais podem optar por dar a vitamina K via oral, no lugar da injeção, mas serão necessárias outras doses.



Assim que a criança nasce, o cordão umbilical é cortado e parte dele ainda fica ligada à barriga. Esse pedaço demora cerca de uma semana para cair e deve ser mantido limpo e seco para evitar infecções.


Até 72 horas depois do parto, o recém-nascido passa por exame físico minucioso para avaliar possíveis problemas nos olhos, coração, quadris, e nos meninos, nos testículos. Geralmente essa avaliação acontece na própria maternidade antes de voltar para casa, mas também pode ser feita no GP, clínica, hospital ou em casa mesmo.


Outro teste realizado ainda na maternidade, e muito importante para detectar possíveis problemas auditivos no recém-nascido, consiste na colocação de um fone na orelha do bebê, acoplado a um computador, que emite sons de baixa intensidade e recolhe respostas que o ouvido da criança produz. Ele leva em torno de 10 minutos e não tem contraindicações.



O teste do pezinho é feito pela midwife quando o bebê tem cinco dias. Por meio de gotas de sangue, retiradas do calcanhar da criança, é feita uma avaliação, que detecta algumas doenças genéticas (transmitidas pelos genes dos pais) e congênitas (se desenvolvem no útero), as quais precisam de tratamento o quanto antes para evitar graves sequelas no futuro.


Com cerca de dois ou três dias de vida, alguns bebês podem desenvolver icterícia - quando a pele e a parte branca dos olhos ficam mais amareladas. Geralmente ela desaparece em torno de 10 dias. Casos mais graves, que duram mais de duas semanas, podem precisar de tratamento.



Quando mãe e criança voltam para casa, no máximo depois de 48 horas, recebem a visita de midwife ou health visitor, o qual pesa o recém-nascido, examina a mãe, confere como está a amamentação, orienta sobre a alimentação, como cuidar do umbigo, dar banho, vacinação, depressão pós-parto e o que mais a família precisar. Esse profissional volta a cada três ou quatro dias, para assegurar que tudo está correndo bem durante a adaptação da nova família.


Depois de seis semanas após o parto, mãe e bebê passam por check-up no GP para ver se está tudo bem. A criança tem mais um exame físico detalhado para verificar olhos, coração, quadris, e nos meninos, os testículos também são checados. É pesado e medido. O GP ou health visitor ainda discute a respeito das vacinas que deve tomar a partir de oito, 12 e 16 semanas.



Pouco antes de o bebê nascer ou logo depois, a mãe recebe um livro com capa vermelha, onde são anotados todos os registros de saúde da criança desde o nascimento. Os profissionais de saúde usam-no para verificar peso, altura, vacinas e outras informações importantes do recém-nascido. É uma maneira prática para acompanharem o desenvolvimento e por isso é bom levá-lo a todas as consultas ou idas ao hospital.


No site do sistema de saúde público (NHS) há mais informações que podem ajudar nos primeiros cuidados com o recém-nascido http://www.nhs.uk/conditions/pregnancy-and-baby/pages/your-baby-after-birth.aspx.