26 °C
Gastronomia

Delícia árabe à brasileira

|

Kibeassado

(LONDRES) Por Cristiane Lebelem


Uma das coisas que aprendi muito cedo, na cozinha da minha mãe, é dar um toque brasileiro aos pratos da culinária de outros países. A comida libanesa sempre fez parte do nosso cardápio, e como o meu filho, Pedro, também tem no sangue essa origem, sempre preparamos algo desse delicioso universo gastronômico.


Em Londres é bastante fácil encontrar especiarias do mundo árabe, que fazem os pratos ficarem ainda mais interessantes. Minha sugestão é que você procure comprar a carne moída em bons açougues da nossa comunidade, já que eles podem preparar algo bem fresquinho e também com pouca gordura.




Quibe assado


Ingredientes


  • 1 xícara (chá) de trigo para quibe
  • 3 xícaras (chá) de água morna
  • 500 g de carne moída sem gordura (pode ser patinho ou alcatra)
  • 20 folhas de hortelã picadas
  • 1 cebola picada
  • ¼ colher (chá) de pimenta-do-reino preta
  • 1 punhado de salsa fresca
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 1 colher (sopa) de zaatar*
  • azeite de oliva a gosto
  • limões a gosto para servir

Zaatar

Como fazer

  1. Numa tigela junte trigo e água. Deixe de molho por 20 minutos.
  2. Com um pano de louça limpo, esprema bem o trigo que ficou de molho para retirar o excesso da água.
  3. Coloque o trigo numa vasilha e junte à carne moída.
  4. Bata no liquidificador folhas de hortelã, salsa, sal, cebola e pimenta-do-reino preta com 50 ml de água. Depois junte à carne, misturada com a farinha de quibe.
  5. Unte um refratário médio com óleo de oliva e coloque a massa, preparada com a carne.
  6. Alise com as mãos, respingue água, corte a massa em losangos com uma faca e regue com azeite.
  7. Leve para assar em forno, preaquecido a 200°C, por 30 minutos.

Sirva o quibe, acompanhado de limões cortados em bastonetes grossos.


*za'atar - tambémzátarouzaatar: especiaria usada como condimento e originária do Oriente Médio. É tradicionalmente uma mistura moída de tomilho, orégano, manjerona, gergelim torrado, sumagre e sal. Muito conhecida da Armêniaa Marrocos. Pode juntá-la ao azeite para formar uma pasta chamada za'atar-ul-zayt, usada muitas vezes com os bolos de gergelim.