12 °C
Bem-estar

Ame! ​Confira as dicas para amar e encontrar o amor

|

Ame

(LONDRES) Por Marta M. Pires 


Dedico esta crônica a todos os que procuram encontrar o amor. Uma vida preenchida é uma vida em que amamos. O poder do amor é vasto e o seu impacto sente-se a nível não só emocional, mas também no biológico. Amarmos o que fazemos, quem nos rodeia e, sobretudo, quem somos, dá sentido à vida e nos faz sentir preenchidos. Para muitos, encontrar um amor em forma de uma relação íntima está no topo da sua lista. Se é o seu caso, não desista!

Fevereiro, com o dia de São Valentim, é um mês que incentiva as pessoas para a celebração da sua relação por um lado ou a busca ativa de alguém especial por outro. Temas como o amor, relações e dates estão na ordem do dia em qualquer meio de comunicação ou redes sociais. Para uns gera pressão e para outros é um incentivo a estar aberto a novas pessoas e a fazer um esforço extra. Mas depois deste pique, a pressão vai-se, e ninguém fala no tópico, e ele quase desvanece.


O desafio que coloco é: como manter em março e nos próximos meses o foco no amor? Como manter a motivação da procura? Como manter-se focado no seu objetivo de encontrar o amor e, ao mesmo tempo, manter-se alinhado e preparado para o receber quando o encontrar?



Dicas para amar e encontrar o amor


1. Procurar o amor não implica tirar o foco de si próprio, muito pelo contrário. Mantenha o foco em si: Quem é, o que o faz feliz, o que procura. Siga as suas paixões. Ame-se! Só quando se amar vai encontrar alguém que o ama. Coloque-se sempre em primeiro lugar. Você é a sua prioridade, siga a sua vida, não espere por ninguém para viver. Quando está bem consigo próprio, projeta confiança, alegria e boa disposição, que são qualidades muito atrativas.



2. Amar implica estar aberto para deixar entrar uma pessoa na sua vida: para tal, tenha abertura para conhecer pessoas novas, para falar com estranhos. Lembre-se que um estranho pode ser um amigo que ainda não conhece. E podemos conhecer alguém em qualquer situação: festa, café, por um amigo, interesses mútuos, metrô, aeroporto...o mundo é um poço de oportunidades. Sorria e permita-se alguma abertura para situações espontâneas no dia a dia. Ou crie oportunidades para conhecer alguém, seja criativo e faça um esforço: vá ao evento que foi convidado e onde não conhece ninguém. Procure atividades que gosta, que o façam sorrir, que o façam sentir bem. Assim terá oportunidade de conhecer pessoas novas com gostos semelhantes e que partilham os mesmos interesses. Terão mais tópicos em comum para falar e possivelmente ambos vão estar bem dispostos pois estão a fazer o que gostam.


3. Ter abertura para amar implica deixar-se conhecer como é, mostrar-se, expor-se. Permita-se ser quem é. Amar deixa-nos vulneráveis, pois expomos quem somos na nossa totalidade, com todas as nossas qualidades (que são muitas) e também com os nossos defeitos (ou áreas de potencial desenvolvimento). Lembre-se que ninguém é perfeito, e a imperfeição é característica da condição humana. Ser vulnerável assusta. Para tal é necessário confiança e coragem para ser si próprio. Você já tem na sua vida pessoas que o conhecem, gostam de si e o valorizam. Tem essa capacidade, você é suficiente! Não se esqueça disso nos momentos em que está mais vulnerável e que se expõe a pessoas e situações novas.


4. Amar implica confiar no outro e confiar em si. A capacidade de confiar no outro está ligada à suacapacidade de confiar em si para fazer as melhores escolhas para a sua vida, para saber quais são as suas necessidades e os seus limites. O fato de confiar em si vai lhe proporcionar segurança e, naturalmente, as relações vão fluir melhor, pois consegue comunicar quem é, ser verdadeiro e expressar o que sente na relação, o que funciona e o que não funciona e o que pode ser trabalhado.


Aconteça o que acontecer, persista, continue a amar na sua vida, ame-se, procure fazer o que ama e rodear-se de quem o ame. Mais cedo ou mais tarde, encontrará a relação que ambiciona.


Se tem algum assunto que gostaria de ver abordado nas minhas crônicas ou se tem alguma questão que gostaria de colocar, envie o seu e-mail para marta_pires@yahoo.com.


-


Marta é psicóloga clínica. A sua experiência clínica inclui atendimento psicológico com crianças, adolescentes e adultos. Marta é também especializada em regressões a vidas passadas.

www.martampires.com