1 °C
Bem-estar

Gratidão e o mágico mundo de oportunidades

|

Fotogratidaobemst


Foto: Dani Leela


(LONDRES) Por JoBaitel



Vivemos num tempo em que o paradigma da escassez nos domina, quando é muito mais fácil reclamar do que não temos que agradecer pelos infinitos presentes que o universo nos oferece a cada momento. Trata-se de uma frequência coletiva. Precisamos tirar a cabeça para fora do mar de negatividade e compreender que a gratidão ocupa uma das escalas energéticas mais altas na realização de nossos desejos.

Pelas leis da física quântica, quanto mais agradecemos estaremos abertos a receber coisas boas, e reclamando, mais negatividade toma conta de nossas vidas. É uma lama movediça em que nos afundamos em lamentações e fechamos portas à prosperidade.


O despertar da nova consciência dá entendimento de que somos luz em corpos humanos. Temos possibilidade de escolher no que vibramos e de acordo com essa decisão realizamos tudo em nossa vida.

Quando agradecemos pelas situações do cotidiano, como abrir os olhos pela manhã, ter cama confortável, pela família e amigos, um mundo infinito e mágico se abre para novas manifestações positivas e abundantes.

Um exemplo claro de como o divino compreende a força da gratidão é a reação de quando damos um presente a alguém. A pessoa pode ficar muito feliz, não dar muita importância ou achar ruim ter recebido algo, do qual não gostou. De acordo com sua expressão estaremos mais motivados, ou não, a oferecermos mais em outras ocasiões. Assim também a sincronia do universo age sempre a nosso favor, de acordo com o que fala nosso coração.


A mente pode apresentar diversas armadilhas para tentar nos convencer de que falta muito para atingirmos a plenitude. Essa é uma linha racional em que, infelizmente, a maioria das pessoas vibra e que realmente deixa pouco espaço para que a gratidão floresça, colorindo os dias com valiosas percepções nas coisas simples e na felicidade de cada dia.

O importante é fazer do hábito da gratidão uma das nossas mais preciosas orações. Tudo está a nossa disposição, basta sermos receptivos.