- °C
Europa

Número de refugiados aumenta em Paris após demolição de campo de Calais

|


EuropaimigrantesParis

Foto: AP




(LONDRES) Da redação


Desde que o campo de refugiados de Calais começou a ser desmantelado pelo governo da França, o número de imigrantes que dorme ao relento nas ruas de Paris se multiplicou em cerca de um terço, segundo autoridades locais.


O campo ficava localizado na cidade portuária de Calais. O local, conhecido como “Selva” (Jungle), abrigava cerca de 7 mil pessoas, que buscavam chegar ao Reino Unido cruzando o Canal da Mancha.



Ruas parisienses acordaram com centenas de abrigos improvisados, com pedaços de papelão no chão para amenizar o frio. A maioria dos imigrantes vem de países da África principalmente Sudão.

O aumento do número de refugiados em Paris foi registrado por diversos fotógrafos. Numa imagem, uma professora ensinava francês a um grupo de sem-teto na calçada.

Autoridades estimam que o número de tendas pelas ruas esteja entre 700 e 750, o que significa que há cerca de 2 mil ou 2,5 mil pessoas dormindo na região. Antes do desmantelamento de Calais, o número de moradores de rua em Paris era de cerca de 1,5 mil.


“Nós vimos um grande aumento desde o início da semana. Na noite passada, nossas equipes contaram entre 40 e 50 tendas novas, que apareceram em dois dias”, afirmou Colombe Brossel, autoridade parisiense encarregada de questões de segurança.

O governo da França anunciou na quarta-feira passada o fim da “Selva” de Calais, um dos maiores campos de imigrantes da Europa, após a retirada de quase 5.600 pessoas do local.

Entre 6 e 8 mil pessoas, principalmente sudaneses, eritreus e afegão, viviam no maior acampamento improvisado de imigrantes da França e um dos maiores da Europa. Muitos deixaram a área por conta própria. Alguns imigrantes incendiaram os barracos antes de deixar o local.