1 °C
Países Lusófonos

Cúpula da CPLP: Brasil defende maior coordenação política entre membros

|

Cupulaclplpaiseslusofonos746

(LONDRES) Da redação


Ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, sugeriu à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) maior coordenação política de suas agendas exteriores. A declaração foi feita na abertura de reunião ministerial prévia à 11ª cúpula da organização, realizada em Brasília no início da semana.


"A CPLP pode ser uma plataforma relevante para trabalhar em conjunto pela obtenção dos objetivos de desenvolvimento sustentável, traçados pelas Nações Unidas" para o ano de 2030, disse Serra em Brasília. A cúpula reuniu chefes de Estado e governo da organização, com objetivo de integrar países de língua portuguesa.

A CPLP, criada em 1996 e idealizada por Portugal, é integrada por Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.


Serra disse que membros da instituição também devem "buscar convergência de suas agendas" em torno das "metas de democracia, paz, justiça e direitos humanos", almejados por toda a comunidade internacional.

Durante a cúpula foi aprovado um documento detalhando a "Nova Visão Estratégica" da organização para os próximos dez anos, o qual aponta para o fortalecimento da cooperação, sobretudo nos âmbitos econômico, comercial, empresarial e para a presença da CPLP como bloco em todos os fóruns internacionais. Além disso serão redobrados os esforços em favor da difusão da língua portuguesa no mundo.