- °C
Mundo

Nem Homer Simpson votará em Trump

|


Simpson

Em episódio de “Os Simpson”, o pai de família ataca o republicano


(LONDRES) Da redação


Conhecida por suas críticas irreverentes à sociedade americana, a série “Os Simpsons” atacou recentemente o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump.


Por meio do personagem Homer, os criadores da animação não esconderam quem preferem no comando do país. No episódio, que se passa no dia da eleição americana, marcada para 8 de novembro, o pai de Bart, Lisa e Maggie cita o recente vazamento de um áudio no qual Trump dá declarações sexistas.


Trump

A campanha de Trump foi abalada por declarações sexistas do candidato e acusações de assédio 


Além disso, Homer declara abertamente voto na candidata democrata, Hillary Clinton. Um pouco antes de votar, o personagem conversa com outro eleitor e promete escolher “a candidata que ficou com o seu marido sem se importar com o que ele fez”, e não “com o homem que tem atração pela sua filha”.


O outro eleitor elogia o republicano e enaltece seu perfil de homem de negócios. Homer rebate. “ É impressionante, mas não posso deixar este país nas mãos de alguém que declarou falência seis vezes. É duas vezes mais do que eu já fiz!”.



Putin aparece com eleitor infiltrado



Ao final, o eleitor desconhecido revela ser ninguém mais ninguém menos do que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, que estaria infiltrado para dar apoio a Trump.

No início do mês, o jornal "The Washington Post" divulgou a gravação de uma conversa privada do candidato republicano, realizada em 2005, no qual ele explica de maneira obscena como tenta conquistar mulheres e assediá-las. Trump pediu desculpas, mas a divulgação prejudicou sua imagem.


Além disso, nos últimos dias várias mulheres usaram a imprensa para acusar o candidato de assédio sexual. Os fatos aumentaram a pressão contra Trump e sua campanha perdeu fôlego. Segundo estrategistas republicanos, sua rival já teria votos suficientes para ser eleita.