1 °C
Portugal

Christian Louboutin: "Faz parte do charme de Portugal os portugueses não se saberem vender"

|

BNNP742 Portugal Loubotin
(Foto: Gonçalo Rosa da Silva)


(Londres) - Da redação com O Sapo.pt O criador dos sapatos mais desejados do mundo, os míticos Louboutin, sempre com sola vermelha, passa três meses por ano em Portugal entre suas casas em Alfama (Lisboa) e Melides (Grândola). À agência Sapo, revelou que a cortiça portuguesa pode fazer parte da próxima coleção.


Louboutin fotografou um catálogo no Cais Palafítico da Carrasqueira, na Comporta, e mais recentemente escolheu Lisboa para apresentar a farda oficial da delegação cubana nos Jogos Olímpicos, que criou em parceria com a loja francesa Sporty Henri. “Se há um local que gosto mostrar às pessoas é Portugal”, revelou o designer, no terraço do Palácio Belmonte, em Lisboa, horas antes de partir para o refúgio no Alentejo.


Ele confessou ser longa a lista dos amigos a quem já apresentou o país e as maravilhas nacionais que o fascinam, como a arquitetura, os jardins e os “perigosos” azulejos. “Para mim são como uma droga. Adoro-os, mas são muito caros!”, lamentou o criador francês de 53 anos. Apesar do desgosto pelo “trabalho vergonhoso” na Herdade da Comporta, seu único problema com Portugal passa pelo nosso cobiçado peixe.


Sente que Portugal está na moda?

“Minha relação com Portugal é um pouco como a minha relação com os sapatos… Desenho sapatos há muito tempo, e agora se fala muito do lugar no imaginário feminino, mas eu não penso muito sobre isso. Na verdade, não compreendo muito bem essa excitação recente relativamente a Lisboa, porque sempre adorei a cidade”.


Tem uma casa em Alfama. Que tem Lisboa de particular?

“Lisboa tem praticamente todas as qualidades de uma capital sem ter os defeitos. A primeira qualidade são as pessoas, extremamente simpáticas. Além disso a cidade é belíssima, encontro todas as qualidades parisienses. Uma coisa de que gosto particularmente em Paris são os telhados, muito imbricados e cinzentos, eles refletem uma luz muito particular, lunar, fria. Na cidade lisbonense é o inverso, os telhados refletem uma luz colorida. É muito bonito e reflete feminino de Paris.


O que Portugal tem para oferecer a todos os novos artistas?

A qualidade de vida. Mas há uma coisa que só se descobre quando se vem a Portugal: a comida é deliciosa. Curiosamente, os portugueses não são muito bons para mostrarem o que têm de bom. Essa não é uma das suas qualidades, mas também não é um defeito. Prefiro pessoas discretas do que o contrário. Faz parte do charme deles não se saberem vender. São orgulhosos, porque gostam do seu país, mas nunca se põem na ponta dos pés, por causa disso, há muitas coisas que as pessoas desconhecem sobre Portugal.