0 °C
Esporte

Mentira de nadadores americanos ganha destaque em todo mundo

|


Web Nadadores Americanos
Nadadores responsabilizam Lochte por farsa do assalto (Foto: Reprodução)



(LONDRES - Da redação) A história fabricada pelos nadadores americanos Ryan Lochte, Gunnar Bentz, Jack Conger e Jimmy Feigen sobre terem sido assaltados à mão armada em um posto de gasolina no Rio de Janeiro está dando o que falar na imprensa internacional. O episódio foi desmentido após a divulgação das imagens das câmeras de segurança do local onde supostamente teria ocorrido o crime.


O caso, inclusive, virou piada nas redes sociais. Nesta quinta-feira (18), a hashtag #LochteGate ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter do Brasil e do mundo.


Desde ontem, o fato segue entre as principais notícias do jornal norte-americano The New York Times. Segundo o veículo, a ideia de que esportistas de renome pudessem ser assaltados por policiais durante o evento causou um grande constrangimento ao Brasil.


“Principalmente por conta das preocupações de longa data sobre abrigar os Jogos em uma cidade marcada pelo crime como o Rio de Janeiro”, diz o texto. “O episódio, porém, criou um teste importante para a relação de colaboração entre os policiais americanos e brasileiros”.


Já o jornal USA Today fez críticas a Lochte, que “está seguro em casa fazendo posts nas redes sociais enquanto os colegas olímpicos permanecem no limbo com a polícia brasileira”.


“Ele publicou duas vezes sobre o seu cabelo azul cinzento e sobre como ele estava contente por ter voltado à sua cor original. A segunda publicação foi deletada provavelmente por conta do tom de surdez em relação à gravidade da situação em torno dos colegas nadadores”, diz a publicação.


O canal ESPN destacou que o legado de Lochte será a história inventada, e não o seu bom desempenho nos Jogos Olímpicos. “Ele é um dos melhores nadadores dos últimos tempos e o que tinha a maior chance de mergulhar na era do nadador Michael Phels. Mas, infelizmente, esse problema será o motivo pelo qual as pessoas vão se lembrar de Ryan Lochte”.


O assunto foi comentado por grande parte dos veículos americanos e europeus.