14 °C
Esporte

Problemas de estrutura afetam atletas na Vila Olímpica

|

BNNP732 Rio2016 Vila1

Foto: EPA / Diversas delegações relataram problemas de acabamento e limpeza no complexo de apartamentos próximo ao Parque Olímpico da Barra, no Rio



(LONDRES) Da redação com agências

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, reconheceu nesta segunda-feira (25) que "não são agradáveis" as críticas feitas por delegações estrangeiras à infraestrutura da Vila Olímpica, no Rio de Janeiro.

Na cerimônia de abertura da estrutura para os atletas, diversas delegações relataram problemas e se recusaram a entrar no local. No caso mais grave, a Austrália informou em nota oficial que não iria ocupar o alojamento enquanto problemas como banheiros entupidos, vazamentos e fiações expostas não fossem resolvidos.

Argentina, Portugal, Japão e Estados Unidos também comunicaram em nota problemas graves na estrutura do estabelecimento.

O ministro Padilha lembrou que as obras não são de responsabilidade do governo federal, mas defendeu que os problemas sejam corrigidos "imediatamente" para "virar essa página".

"As obras são de responsabilidade do Comitê Olímpico Internacional. O governo brasileiro não tem absolutamente nenhuma participação nisso. Claro que não é agradável a declaração que tivemos de ouvir, mas temos de corrigir isso imediatamente, naquilo que pode ser feito imediatamente, para virar essa página", disse.

Padilha citou que Reino Unido e Nova Zelândia também tiveram dificuldades.


Pior vila da história?


Para Owen Gibson, correspondente-chefe de esportes do jornal britânico The Guardian, esse tipo de problema tende a ser amplificado pela imprensa, pois não há muito o que cobrir nos dias que antecedem a competição.

Ele lembra de casos aparentemente mais graves de problemas nas instalações dos atletas, como nos Jogos da Commonwealth (grupo das ex-colônias britânicas mais Reino Unido e Moçambique) em 2010, em Nova Déli, e nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, na Rússia, em 2014.


BNNP732 Rio2016 Vila2

Foto: Reprodução / Jogos do Commonwealth (grupo das ex-colônias britânicas mais Reino Unido e Moçambique), que ocorreram em Nova Déli em 2010, enfrentaram diversos problemas na infraestrutura das instalações para atletas 


As críticas às acomodações durante o torneio na Rússia motivaram até o uso em redes sociais, por jornalistas e atletas, da hashtag #sochiproblems (problemas de Sochi).


Mesmo em Londres-2012, Olimpíada que foi tida como um sucesso, o jornalista lembra como um problema pontual de abastecimento de água nos cafés da Vila dos Atletas e o episódio de um treinador que passou três horas preso no trânsito ganharam manchetes à época.


A delegação da Austrália já havia criado uma rusga com a Prefeitura do Rio no começo do ano, após a chefe da missão, Kitty Chiller, dizer que atletas do país estavam proibidos de visitar favelas.

Na ocasião, o prefeito Paes classificou o Comitê Olímpico Australiano como uma "fonte de agressões" contra a cidade.