16 °C
Home

Governo britânico quebra silêncio e se pronuncia pela primeira vez sobre a condição do imigrante

|

BNNP730 Reino Unido Governo


(Londres) da redaçcão

O governo britânico finalmente se pronunciou sobre o futuro de mais de três milhões de imigrantes, que vivem no Reino Unido, após o referendo que votou pela saída da Ilha da União Europeia. Em comunicado emitido na segunda-feira (11) por meio do site oficial, ratificou que não há nenhuma mudança em relação aos direitos e à situação de cidadãos europeus no RU com a votação pelo Brexit.


O texto ainda relata que, após a saída do bloco, todos os britânicos esperam que a situação imigratória de cidadãos europeus, vivendo no Reino Unido, sejam propriamente protegidas. Segundo comunicado, o governo reconhece e valoriza as importantes contribuições feitas por cidadãos europeus e outros cidadãos não britânicos que trabalham, estudam e vivem no RU.


Dúvidas mais frequentes em relação ao tema foram diretamente respondidas. Confira:


Eu tenho vivido no Reino Unido por mais de 5 anos. O que o voto de saída da União Europeia significa para mim?


Cidadãos europeus que têm vivido continuamente e legalmente no Reino Unido, por pelo menos 5 anos, têm automaticamente o direito de residir permanentemente. Não há nenhuma exigência em relação a registros de documentação para provar essa posição.

Cidadãos europeus que têm vivido continuamente e legalmente no Reino Unido, por pelo menos 6 anos, podem também aplicar para retirar cidadania britânica.


E o que acontece se eu estiver morando no Reino Unido há menos de 5 anos?


Cidadãos europeus continuam a ter o direito de residir no Reino Unido de acordo com as leis da União Europeia. Cidadãos europeus não precisam registrar para nenhum tipo de documentação, a fim de que possam gozar de direitos e responsabilidades, oriundos do pacto de movimento livre. Para aqueles que decidirem aplicar para um certificado de registro (registration certificate), não houve nenhuma mudança quanto ao processo ou política de governo. Aplicações continuarão a ser processadas normalmente.


De acordo com as leis da União Europeia, membros de família não pertencentes à União, e que não têm cartão de residência emitido por um país-membro, devem continuar a aplicar para um family permit se quiserem continuar a entrar o Reino Unido. Não houve nenhuma mudança quanto ao processo ou política de governo, e as aplicações continuarão a ser processadas normalmente.


Membros de família de cidadãos europeus, que são membros estendidos, devem continuar a aplicar para um certificado de registro (se eles forem cidadãos europeus) ou um cartão de residência (se não forem cidadãos europeus), caso queiram continuar a residir no Reino Unido. Não houve nenhuma mudança quanto ao processo ou política de governo, e as aplicações continuarão a ser processadas normalmente.


O governo pretende remover cidadãos europeus do Reino Unido?



Não houve nenhum tipo de mudança quanto ao direito dos cidadãos europeus em residir no Reino Unido. Como era o caso antes do referendo, cidadãos europeus só podem ser removidos do Reino Unido caso considerados uma ameaça genuína, presente e suficientemente séria para o público.