8 °C
Esporte

Decepcionados, mas orgulhosos, islandeses miram a Copa de 2018

|

BNNP729 Esporte Islandia

Foto: reuters / Gunnarsson à frente dos jogadores da Islândia após eliminação da Euro no Stade de France


(LONDRES) Da redação - A goleada doeu, mas não borrou a visão do que aconteceu e o que mais pode vir por aí. Ainda que um tanto atordoados pelo que tinham passado no campo do Stade de France minutos antes, os jogadores da Islândia levantaram a cabeça e miraram o próximo desafio: classificar a seleção pela primeira vez para uma Copa do Mundo.

O sentimento foi resumido pelo capitão Gunnarsson depois da derrota por 5 a 2 para a França, nas quartas da Eurocopa, no último domingo (4). Não sem antes fazer pela última vez o congraçamento com a torcida à beira do campo depois do apito final, com a coreografia de palmas combinada com gritos guturais, selfies ao lado de fãs, beijos e abraços em familiares.

A data para voltar a campo está marcada. Em 5 de setembro, fora de casa, começam as eliminatórias europeias para a Copa de 2018. No Grupo I, um dos dois com cinco seleções, em vez de sete como as outras chaves que dividem 52 países ao todo, os nórdicos estreiam contra a Ucrânia. Também enfrentam Croácia, Finlândia e Turquia na fase inicial de disputa. No sistema de turno e returno, precisam ficar em primeiro lugar para garantir diretamente a vaga na Rússia. Também têm chance de uma repescagem num mata-mata se for um dos oito melhores segundos colocados.