10 °C
Turismo

London Transport Museum e a viagem no tempo para entender como o transporte público de Londres se desenhou

|


BNNP729 Turismo3

Foto: Divulgação


 Por Melissa da Silva

 

“This train is now ready to depart. Ready to depart. Mind the closing doors. Mind the doors, please.”

 

“The next station is Green Park. Change here for the Jubilee and Victoria lines.”

 

“Please mind the gap between the train and the platform.”

 

Quem usou o famoso transporte público de Londres para se locomover pela cidade com certeza ouviu alguma das frases anteriores. Elas são marcas do underground inglês, embora não estejam sozinhas.

 

O transporte público londrino tem outros grandes ícones, como ônibus vermelhos de dois andares e black cab.

 

O que funciona a todo vapor e desloca mais de 7 milhões de transeuntes diariamente tem uma rica história. E por incrível que possa parecer nem sempre foi frenético assim.

 

Houve uma época em que o Rio Tâmisa era a grande avenida de Londres, e o principal meio de transporte da população era o barco.

 

Mais tarde, as carruagens de aluguel, puxadas por animais, tomaram conta das calçadas e podem ser consideradas o primeiro transporte público terrestre de Londres.

 

Com a evolução tecnológica (1800) tivemos os primeiros sinais dos transportes que utilizamos atualmente.

 

Toda essa história é registrada pelo surpreendente London Transport Museum, localizado num cantinho da agitada praça de Covent Garden, coração de Londres. O museu não é muito grande, mas conta a evolução do transporte londrino, cuidando de cada detalhe ao vivo e em cores.

 

BNNP729 Turismo


Em cada andar é possível acompanhar um relato diferente, sempre permeado de diversão. Podemos entrar nos vagões de trens antigos, sentarmo-nos no primeiro ônibus londrino, darmos o último toque na sineta do trem a vapor, conduzirmos um trem moderno de metrô por meio de simuladores, virarmos cobradores no icônico ônibus de dois andares dos anos 50 e dirigirmos um dos ônibus mais modernos da frota londrina.

 

A diversão para a criançada inicia na entrada. Cada visitante com menos de 16 anos recebe um cartão com vários fatos históricos que ilustram a evolução do transporte público em Londres e que serve de mapa do museu.

 

O cartão segue uma ordem cronológica por meio de pequenas estações, espalhadas em cada canto do museu e onde a criança perfura e carimba na seção já visitada.

 

Para chegar ao andar superior, onde começa o roteiro de visita, somos levados por um elevador, que no lugar de mostrar os andares no painel digital em cima da porta, faz uma volta no tempo marcando a história cronológica, até chegar ao ano de 1800, quando as portas se abrem, nos deparamos com um grande quadro, esboçando a paisagem cinzenta do Rio Tâmisa, no final dos anos de 1700, com inúmeras embarcações fluviais.

 

Mais adiante nos deparamos com o vagão do primeiro trem subterrâneo do mundo, o grande protagonista dessa história fascinante. Nada menos que o pioneiro nesse meio de transporte, que domina as grandes capitais de todo mundo.

 

Original, com cabines separadas para o sexo masculino e feminino, o vagão é um marco do transporte londrino, que inicialmente ligava a capital à cidade de Ricksmanworth, por meio da linha metropolitana.

 

BNNP729 Turismo2


O andar térreo do museu é dedicado ao sistema moderno de metrô e ônibus vermelhos de dois andares, referências na capital londrina.

 

Da Era Vitoriana de tração a cavalo à modernidade dos trens velozes. E assim vamos aprendendo nesse passeio divertido que poderia ser considerado uma aula de História.

 

A coleção de todo maquinário teve origem na década de 1920 e foi aberto pela primeira vez numa garagem antiga de ônibus em Clapham, sul de Londres. Mas foi em 1980 que a coleção de mais de 450 mil itens se descolocou para Coven Garden.

 

Este é o único museu pago de Londres, mas vale cada centavo.



Serviço


Localização: Praça de Covent Garden


Horário de visita
: diariamente das 10 às 18 horas

Preço
: adultos £ 17; estudantes £ 14,50; gratuito para menores de 16. Entrada também gratuita com London Pass Transporte


Metrô
: Covent Garden, linha Piccadilly

Ônibus: Strand ou Aldwych, linhas RV1, 9, 11, 13, 15, 23 e 139