16 °C
Comunidade

Londres recebe Martinho da Vila com um belo encontro da língua portuguesa

|

FGO 1434


(LONDRES) Por Patrícia Blumberg - No Brasil, Martinho da Vila é um dos cantores e compositores mais conhecidos das últimas décadas. Na África, ele é uma grande personalidade, referência política e cultural do movimento negro em países como Angola e Moçambique.


Em Londres, na terça-feira (28), ele foi a genialidade que sacudiu um público de mais de duas mil pessoas e reuniu importantes personalidades públicas numa noite histórica no Barbican.


Pela primeira vez, representantes diplomáticos da comunidade da língua portuguesa em Londres reuniram-se para homenagear um artista.


Personalidades como o embaixador da Angola Gaspar Fernandes Netu, o secretário do Alto Comissário da República de Moçambique Aurélio Matavele e a ministra do setor de Cultura do Brasil Maria Alexandra Bryant marcaram presença e prestigiaram o músico.


FGO 1514


Martinho apresentou o autêntico sabor do som brasileiro num apanhado de sucessos que incluiu “Canta Minha Gente”, "Mulheres", “Devagarinho” e "Batuque na Cozinha".


Responsável por algumas das canções mais queridas do Brasil, durante o show o sambista transitou por gêneros como bossa nova, samba tradicional, xote, partido alto e sambas-enredo da Vila Isabel, homenageando a escola do coração, que completa 70 anos em 2016.


A multiculturalidade do artista, como era de se esperar, não se limitou na cadência brasileira. Martinho também viajou por ritmos populares da comunidade de língua portuguesa, como o fado português, e o batuque angolano.


Após o show, Martinho recebeu convidados especiais. BN Notícias em Português juntamente a Backstage Productions convidaram os representantes das embaixadas dos países de fala portuguesa para esse encontro.


FGO 1621



FGO 1572


Martinho da Vila não escondeu a felicidade em encerrar mais uma apresentação surpreendente. Em 2016, o músico completa exatos 50 anos de carreira. 

“Me apresentar em Londres é algo para ser desfrutado ao máximo. Eu gostaria de trazer um pouco de casa para os brasileiros e tornar um evento alegre para todos. Acho que deu certo", afirmou o sambista.