11 °C
Bem-estar

A energia do Feng Shui

|

 

Fengshui 1786813c


Por Cristiane Lebelem

 

A tradição chinesa do Feng Shui é milenar. Antigos mestres chineses transmitiram esse pensamento por mais de 4 mil anos. Para eles, a teoria do Feng Shui é percebida como a vibração própria que cada área possui, influenciada pela presença do Ch'i (em chinês qi), e esta energia estaria sujeita às várias influências do ambiente ao redor, que podem impactar de maneira benéfica a saúde, tanto mental como física.

 

Acontece que como todo processo energético também existe o lado negativo e certos tipos de vibrações presentes também podem ser prejudiciais. Por isso importância de estudar como posicionar construções, móveis e objetos da maneira mais adequada nos ambientes de casa e do trabalho.

 

Para os mestres do Feng Shui, quando as pessoas buscam o equilíbrio com as forças benéficas da natureza, podem se favorecer de saúde, boa sorte e prosperidade. Mas se as ignoram, podem ter dificuldades e obstáculos e até desenvolver algumas doenças, além de falta de sorte ou indisposição.

 

Mestres taoístas, que desenvolveram essa arte, buscaram utilizar a técnica com um instrumento de equilíbrio em conjunto com outras práticas articuladas à medicina tradicional chinesa, como acupuntura, meditação, e Tai Chi Chuan.

 

Para utilizar o Feng Shui, o quadro das áreas e sua influência. Posicione o baguá (desenho com as áreas e suas cores), que está dividido em 8 partes, na planta baixa do lugar que pretende organizar, respeitando as proporções de cada cômodo. Sobre ela, desenhe o Baguá com o lápis, tendo como referência a porta de entrada principal. Dessa maneira, todos os ambientes ficam associados aos setores da influência.

 

Você pode usar o Feng Shui para muitas outras coisas. Os chineses têm um vasto estudo sobre o alinhamento que devemos ter com a energia ao redor. Vale prestar atenção em como isso se mostra no dia a dia.

 

A cura para muitas coisas pode apenas depender de um reposicionamento do que nos cerca e também de como pensamos e enxergamos o mundo.