11 °C
Mundo

Pelo segundo ano consecutivo, governo de Istambul proíbe Parada do Orgulho Gay

|


BNNP727 Mundo Passeata Istambul

Foto: Mehmet Akyuz/Flickr CC

Parada do Orgulho Gay ocorre anualmente em Istambul desde 2003, e no ano passado foi proibida pelo governo pela primeira vez.



O governador da província de Istambul, na Turquia, negou pelo segundo ano consecutivo permissão para a realização da Parada do Orgulho Gay na cidade, em 26 de junho. A passeata estava prevista para ocorrer na praça Taksim, no centro de Istambul, como parte dos eventos da Semana do Orgulho Gay.

 

O governo citou "temores de segurança" como o motivo da decisão, após o grupo ultranacionalista Alperen Hearths declarar que "fará o necessário" para impedir que a passeata ocorra. "Ou vocês fazem o que é necessário ou nós o faremos. Estamos prontos para correr riscos, nós iremos impedir diretamente que a marcha aconteça", disse o grupo a jornalistas na última terça-feira (14).

 

Os organizadores da Parada afirmaram que a decisão do governo é "uma clara violação da Constituição". Por meio de suas redes sociais, os ativistas responsáveis pelo evento disseram que a passeata ocorre anualmente em Istambul desde 2003 no último domingo de junho para "levantar nossas vozes contra as violações vividas durante o ano e expressar nossas demandas por igualdade e liberdade".

 

É o segundo ano consecutivo em que as autoridades proíbem a realização desta manifestação. No ano passado, o governo proibiu a realização da Parada horas antes do início, e a polícia reprimiu com canhões de água e gás lacrimogêneo as pessoas que insistiram em fazer a passeata.