19 °C
Cultura & Lazer

Mutantes traz sua psicodelia para o festival latino "Frontera"

|

BNNP724 Cultura Frontera

Mítico grupo brasileiro, Os Mutantes interpretou as melhores canções na primeira edição do festival em Londres



(LONDRES) Arelys Gonçalves - Representando batuques e ritmos da América Latina, o festival chileno de música Frontera agitou a capital britânica no fim de semana.

Participantes viram e ouviram os melhores do continente numa mistura única de estilos; do reggae ao pop rock, passando pelo ska, forró e psicodélico.


O evento começou ao meio-dia e se estendeu até meia-noite no famoso Studio 338 em North Greenwich.

Quem abriu os trabalhos foi a banda multicultural Jenny and the Mexicats, apresentando ritmos peculiares, que misturam cúmbia, flamenco e jazz.

A seguir, o famoso grupo espanhol A Fuga balançou o esqueleto dos participantes. A banda tem mais de 10 produções discográficas e 20 anos de vida musical.


O cantor chileno Gepe animou a audiência com o talento vocal e a versatilidade instrumental. Temas como "Fruta y té", "Alfabeto" e "TKM" foram acompanhados pelo público que reconheceu as canções.

Às nove da noite, o mítico grupo brasileiro Os Mutantes, dirigido por Sérgio Dias, deu o tom psicodélico ao festival.


Os Mutantes é a banda, considerada uma das vanguardistas do rock no Brasil e voltou a Londres para provar que continua ativa e angariando plateias por onde passa. "A minha menina”, "Bat macumba" e "Cantor de mambo" - dedicada a Sergio Mendes-, "Fool metal Jack" e "Time and space" estiveram presentes no repertório.

Outra que se apresentou com maestria foi a banda de reggae de Puerto Rico Cultura Profética, uma das mais influentes nesse estilo na América Latina.


O público reagiu com grande ovação ao tom de cada um dos temas interpretados pelos músicos de Cultura Profética. “La complicidad", "El ritmo que pesa", "Nadie se atreve" e "Para estar" formaram parte do repertório musical que também incluiu canções do Bob Marley.

A banda argentina Miranda! fechou o festival com breve participação. O grupo, liderado por Juliana Gattas e o Ale Sergis, fez um passeio internacional de sucessos para celebrar os 15 anos de vida artística.