18 °C
Londres

Ex-prefeito londrino vence concurso de poesia satírica

|

BNNP723 Londres Boris Johnson

Kirsty Wigglesworth - AP / Boris Johnson vencedor do concurso


(LONDRES) Da Redação - O ex-prefeito de Londres e deputado conservador britânico Boris Johnson venceu na quinta-feira (19) o concurso de poesia satírica sobre o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em solidariedade a um humorista alemão processado.


Johnson, líder da campanha para retirar o Reino Unido da União Europeia e encarado como possível sucessor de David Cameron, venceu a competição com poema sobre "um jovem de Ancara (...) que semeou sua aveia selvagem, com a ajuda de uma cabra, mas ele nem mesmo parou para lhe agradecer. ”


A criação de Johnson faz referência à poesia criada pelo humorista alemão Jan Boehmermann, que apresentava o islamista Erdogan como um zoófilo - pessoa que mantém relações sexuais com animais. Boehmermann pode ser preso por ter escrito a poesia.


A revista Spectator convocou a competição, que concedeu prêmio de mil libras. "Se alguém quiser fazer uma brincadeira sobre o amor, que floresce entre o presidente turco e uma cabra, deveria poder fazê-la em qualquer país europeu, incluindo a Turquia", disse Johnson à revista suíça Die Weltwoche.


O político chamou de "escândalo", o caso do humorista, que pode acabar sentado no banco dos réus, por uma lei alemã, aplicada raras vezes e pode punir com três anos de prisão os que insultam dignitários de países estrangeiros.


Em abril, a chanceler alemã Angel Merkel autorizou ação penal impetrada pela Turquia contra um comediante, que leu na TV seu poema satírico sobre o presidente turco. O caso envenenou as relações entre ambos os países e a parceria estratégica da Europa na atual crise migratória.


O processo vai basear-se no delito previsto no artigo 103 do Código Penal, que castiga insultos com penas de até três anos. Ele só pode ser aplicado com aprovação do governo federal alemão.