3 °C
Portugal

​Documentos do Panamá revelam registros em Portugal

|

Panama


(LONDRES) Da redação - Na base de dados de acesso livre, divulgada na segunda-feira (9), existem 20 registos de pessoas ou empresas com domicílio fiscal em Portugal, relacionados com estabelecimento de empresas em offshore. Há também três entidades criadas em paraísos fiscais.


Foram encontrados também 16 endereços nos documentos da empresa de advogados panamenha Mossack Fonseca, distribuídos em sua maioria pela linha do Estoril, Lisboa e Algarve, além de um registro no Porto.

O consórcio internacional lembra que essa é "uma cuidadosa liberação de informação corporativa básica", garantindo que "não será divulgada correspondência pessoal", revela um comunicado. Para além disso "a base de dados não vai incluir registros de contas bancárias nem transações financeiras, e-mails ou outra correspondência, passaportes e números de telefone", porque "a informação limitada e selecionada está sendo publicada para interesse público".


O escândalo dos Papéis do Panamá revelou um vasto sistema de evasão fiscal que tem suscitado uma onda de choque mundial e causou a abertura de várias investigações, além da demissão do primeiro-ministro da Islândia.

A investigação está sendo feita por uma centena de jornais em todo o mundo e revelaram bens em paraísos fiscais de 140 políticos ou personalidades públicas. O conjunto de documentos provém da empresa Mossack Fonseca.

Segundo o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, que reuniu para esse trabalho 370 jornalistas de mais de 70 países, mais de 214 mil entidades offshore estão envolvidas em operações financeiras em mais de 200 países e territórios no mundo.