19 °C
Portugal

Taxas de natalidade crescem em relação aos últimos quatro anos em Portugal

|

Natalidade


(LONDRES) Da redação - Após quatro anos consecutivos com taxas de natalidade em queda, os números começam a seguir o caminho inverso. Em apenas três meses 1.300 bebês nasceram em Portugal. Os dados são da Unidade de Rastreio Neonatal do Departamento de Genética do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (Insa) e mostram que em 2015 foram três mil nascimentos a mais que no ano anterior, só no primeiro trimestre foram 14 bebês/dia.


Acredita-se que a causa para o aumento seria em virtude da estabilidade financeira dos casais, em relação aos anos anteriores, quando o país vivia um período de crise. “Foram os anos mais negros para a fecundidade em Portugal. Além de o país ter perdido a capacidade de atrair imigrantes - responsáveis por uma percentagem significativa dos nascimentos -, também perdeu muitas pessoas jovens em razão da emigração” Afirma Maria Filomena Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Demografia.


Outra possível razão levantada é a de nascimento de bebês entre casais mais novos, na faixa etária dos 20 anos, porém, ainda não existe um estudo estatístico que comprove essa linha de investigação. Segundo Mendes, isso mostraria “uma mudança de mentalidade” dos jovens portugueses.