18 °C
Comunidade

Dia da Madeira comemorado em Londres com jantar e um grande arraial

|

Fotojantarmadeira

Arelys Gonçalves / Grupo folclórico durante apresentação no jantar de sabado


(LONDRES) Por Arelys Gonçalves - As comemorações alusivas ao Dia da Região Autónoma da Madeira no Reino Unido contaram com uma ampla programação organizada pelo Centro Desportivo e Cultural Português de Londres, que preparou uma festa para todos, com uma representação oficial do governo regional e nacional e com a participação massiva da comunidade portuguesa radicada na capital británica.

Na noite do sábado (30), muita gente participou do jantar no Scalabrini’s Father, regado a delícias da culiniária madeirense.


No domingo(1), um arraial tipico bém à portuguesa ganhou o pátio e salão da Missão dos Padres Scalabrini, evento que esteve caracterizado pelo ambiente festivo próprio dos madeirenses e acompanhado pela animação musical de danças folclóricas e cantores regionais convidados especialmente para esta ocasião.

A agrupação "Alegria do Norte", de Londres, encheu de entusiasmo o cénario com a interpretação dalgumas das mais tradiçionais e representativas danças da região do Minho, no Norte de Portugal. Enquanto, o grupo "Flor da Madeira" acrescentou a emoção e a saudade dos madeirenses com cançoes e bailinhos característicos da "perola do Atlântico".


A comemoração que é celebrada em Londres no início do mes de maio há mais de 30 anos, também contou como a animação do cantor Marcio Amaro, natural da Freguesia da Camacha, quem expressou ao BNNP a sua gratidão pelo convite e por ter a aportunidade de cantar para os portugueses da diaspora. Segundo acrescentou, "de certa forma, as pessoas consiguem matar aquela saudade da sua terra de origem com a minha musica e com as emoçoes que eu consigo passar para eles, por isso eu adoro trabalhar para as comunidades, aquí já tenho uma familia, um grupo de amigos e sinto-me en casa".


FOTO9grupofolcloreAlegriadoNorte4


O cantor madeirense pediu aos portugueses a continuarem unidos e a oferecer apoio aos seus conterrâneos: "isso ajuda a ultrapassar a ausencia da nossa terra, a ausencia dos familiares que deixaram lá", concluiu o cantor.

O dueto Gerardo e Sousa, conformado pelos cantores Gerardo Coelho e António Sousa, os dois naturais da Câmara de Lobos, ofereceram um repertório de cançoes para lembrar os velhos tempos: "Nos trazemos as músicas que eles ouviram na altura quando sairam da Madeira porque sabemos que têm impacto", explicou Gerardo. Embora vivem na Madeira, os dos cantores foram emigrantes e conhecem os sentimentos de nostalgia que os portugueses sofrem fora do país. "Ser convidado para animar uma festa de portugueses fora da ilha é já um provilegio e quando é para o dia da Madeira é ainda maior", expressou Sousa para quem sentir o calor da família e celebrar convivios como estes ajuda a matar a saudade: "aquí é muito diferente do atlántico, neste país as pessoas estão separadas e na Madeira estamos todos alí, no mesmo cantinho". Disse.


Além da música, nesta festa madeirense não puderam faltar as bebidas e variedades gastronómicas da ilha com as barracas de comes e bebes, as espetadas de carne o os vinhos da região. Confira as imagens!


FOTO4grupofolcloricoFlordaMadeira2