18 °C
Esporte

Campeão olímpico Cesar Cielo fica de fora da Rio 2016

|

Foto1CesarCielo

Getty / Medalhista de ouro em 2008, nadador perdeu a vaga para Ítalo Manzine


(RIO DE JANEIRO) Por Denis Kuck - Cesar Cielo, o maior atleta da história da natação brasileira, campeão olímpico, mundial e detentor da melhor marca dos 50 m e dos 100 m livres fica de fora das Olímpiadas em seu próprio país, que serão disputadas em agosto no Rio de Janeiro.



Na quarta-feira (20), Cielo caiu na piscina do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio, para tentar a classificação nos 50 m, sua última chance de participar dos Jogos. Na primeira prova do dia, pela manhã, o nadador chegou a fazer o tempo necessário para conseguir a vaga.

Cielo marcou 21s99 e conseguiu o segundo melhor tempo da natação brasileira, que dá direito a duas vagas na prova dos 50 m. Ítalo Manzine, o terceiro melhor tempo, tinha feito 22s08 recentemente.



Na final do Maria Lenk, Cielo conseguiu melhorar seu tempo e fez 21s91, mas Manzine, conseguiu o excelente tempo de 21s82 e obteve a segunda melhor marca da natação brasileira e a vaga para os Jogos Olímpicos. O primeiro colocado foi Bruno Fratus, com 21s74.


Após a prova, Cielo lamentou a desclassificação, mas parabenizou os dois atletas que conseguiram se classificar. “O esporte é isso aí. A seletiva é para ver quem são os dois melhores. Para mim, não foi uma completa surpresa. Eu perdi para mim mesmo, meus tempos são muito abaixo do que eu fiz hoje", disse aoSportv.


Cielo afirmou estar contente pelo resultado obtido por Bruno Fratus e Ítalo Duarte. "Estou muito contente pelo Ítalo, tive a oportunidade nadar com ele em 2014; é um amigo meu mesmo. Não posso falar aqui exatamente o que eu falei para ele, mas disse para ele nadar muito. Estou torcendo pelos dois, o Brasil vai com os seus melhores”.


Thiago Pereira consegue vaga nos 200 medley


Na prova que é sua especialidade, os 200 m medley, Thiago Pereira terminou empatado com Henrique Rodrigues, e os dois garantiram vagas nos Jogos. Será a quarta participação de Thiago em Olimpíadas.

O final da prova foi emocionante e levantou o público presente no ginásio. O tempo alcançado pelos dois nadadores (1m57s.91) foi o quarto melhor do mundo no ano.