14 °C
Portugal

Gabinetes de Apoio ao Emigrante serão abertos em 30 munícipios portugueses

|


BNNP719 Gabinetedeapoioaoemigrante

Câmara Municipal de Póvoa / Inauguração do GAE no município de Póvoa em 2007


(LONDRES) Da redação - Em razão do grande fluxo migratório nos últimos anos, o governo português anunciou que planeja abrir mais 30 Gabinetes de Apoio ao Emigrante (GAE), em acordo que será assinado em julho deste ano, segundo anúncio oficial do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. Atualmente são 102 localidades que oferecem esse serviço.


O GAE apoia emigrantes nas esferas social, jurídica, econômica, empregabilidade, estudos, entre outros. Visando a expandir ainda mais esse serviço, o secretário também declarou a importância de revitalizar o Gabinete ao Apoio do Investidor da Diáspora (GAID), criado em 2013 e que estava inativo por falta de recursos. O governo quer captar investimento de emigrantes portugueses e, para isso, reforça o trabalho em parceria com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (Aicep), Segurança Social (SS) e Secretaria dos Assuntos Fiscais (SAF), entre outras entidades.


Durante a sessão de abertura do II Encontro Nacional do GAE foi debatida a importância desse novo projeto para facilitar aos portugueses pelo mundo, que desejam investir em seu país de origem, porém não sabem como fazê-lo.