14 °C
Portugal

Portugal diz que vai ratificar Acordo do Clima

|


Foto1PortugalAcordodoClima

Ministro do Ambiente se comprometeu a ratificar Acordo do Clima assinado na ONU


(LONDRES) Da Redação - O ministro do Ambiente de Portugal, João Matos Fernandes, disse que não passa pela cabeça do governo que o Acordo do Clima “não seja ratificado e não entre em vigor". O Acordo de Paris foi assinado na sexta-feira (22) com o consenso de 195 países mais a União Europeia


O ministro afirmou na ONU, em Nova Iorque, que "Portugal sabe bem as consequências do aquecimento global". Mais de 160 países já ratificaram o Acordo de Paris contra as alterações climáticas. Agora, 55 ainda precisar ratificar o documento para que ele possa ser colocado em prática.

"O nosso compromisso é muito sério porque Portugal sabe bem as consequências do aquecimento global. Portugal é um caso evidente de que a adaptação (às mudanças) é um problema de hoje", defendeu João Matos Fernandes. Para o ministro, "aquilo que está a acontecer na costa e os fenômenos de pluviosidade extrema deixam claro de que a adaptação é absolutamente fundamental."


O Acordo de Paris foi alcançado em dezembro depois dos vários anos de pessimismo após o fracasso da cúpula do clima em Copenhague.

O ministro afirmou ainda que o acordo é o resultado de "um processo muito inteligente e multilateral", que permite a obrigação dos compromissos de cada país a cada cinco anos para que o objetivo final seja atingido. "A cada cinco anos, cada país tem a obrigação de entregar planos mais ambiciosos para que possamos cumprir as metas”.


O objetivo é reduzir as emissões de gases poluentes e fazer com que o aquecimento global fique em cerca de 1,5 graus celsius. Mas segundo o ministro, apesar do documento ser bom, dificilmente esse objetivo será obtido integralmente.