18 °C
Mundo

​China assina tratados de cooperação internacional para investimentos em Bissau

|


BNNP718 guinnechina

Ponto final Macau / Presidente guineense José Mário Vaz e o embaixador chinês Wang Hua


(LONDRES) Da Redação - A segunda edição do Fórum Macau 2016, encontro que aconteceu semana passada, na Guiné Bissau, entre empresários chineses e a comunidade dos países de Lingua Portuguesa (CPLP) resultou na assinatura de protocolos que trarão melhorias na infraestrutura do país. Dentre elas, estão previstas a construção do novo Aeroporto internacional de Bissau, do porto de pesca de Pikil, do porto de águas profundas em Buba, reformas de estradas, pontes e construção de mais habitações sociais.


A pauta principal do evento, que durou dois dias, era discutir o papel da Guiné-Bissau como plataforma de internacionalização empresarial para o espaço da África Ocidental e tinha o fim de estabelecer a cooperação econômica e comercial entre a china e os países membros da CPLP. As autoridades do governo consideraram o evento um “sucesso absoluto” e resultou em 11 acordos assinados. Um deles com a China Machinarie Engenering Corporation (CMEC), empresa responsável pelas futuras obras de infraestrutura.

Segundo o embaixador da China na Guiné, Wang Hua, “Pequim e os empresários chineses estão dispostos e prontos para apoiarem o verdadeiro desenvolvimento da Guiné-Bissau, dependendo agora da resposta dos guineenses.”