2 °C
Mundo

​Com apoio da ONU, Austrália será obrigada a negociar território com Timor-Leste

|


BrazilianNewsNoticiasemPortugues717 australiatimorleste


(LONDRES) Da Redação - Em meio as disputas das fronteiras marítimas com as forças militares australianas, o governo do Timor-Leste pretende pressionar a Austrália a aceitar um processo de negociação por meio do Procedimento de Conciliação Obrigatória (PCO) promovido pelas Nações Unidas. Na segunda-feira, (11) o PCO foi entregue ao governo australiano pelo embaixador timorense em Camberra, Abel Guterres.


O processo é uma medida prevista na Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CNDUM) e obrigará os dois países a negociar as fronteiras e alcançar uma solução aceitável para ambos os lados. Isto dará mais soberania ao Timor-Leste, que até o momento mantém apenas acordos temporários de partilha do Mar do Timor, já que a Austrália vem se recusando a definições permanentes.

Segundo o primeiro-ministro Rui Maria de Araújo, “tudo o que Timor-Leste procura é uma solução justa e equitativa e, mais importante, à qual temos direitos ao abrigo do direito internacional”


Caso as fronteiras sejam definidas, o rico campo de gás natural Greater Sunrise ficaria majoritariamente na área timorense, cabendo ao país a receita obtida pela exploração dos recursos na zona.