3 °C
Londres

Transporte em Londres: um projeto que não para de crescer

|


Crossrail2


(LONDRES) Por Natália Baffatto - Londres possui uma das malhas ferroviárias mais extensas do mundo. Há muitos cidadãos na cidade que não se acostumaram com tamanha facilidade para se locomover.


São 270 estações de metrô, sem contar uma série de outros trens e transportes como DLR, Thameslink, Tramlink, entre outros, o que significa que não existe uma zona da cidade que não seja acessível por meio público de transporte.



Há ônibus e diversas linhas, com opções 24 horas para quem necessita utilizar o serviço de madrugada, seja a trabalho ou mesmo voltando de festas e bares.


A cidade não sossega e os serviço de transporte não para de crescer. Está prevista a construção da Crossrail 2, uma nova linha que vai conectar a National Rail Network com Surrey e Hertfordshire, atravessando uma série de lugares como Wimbledon, Tottenham Hale e New Southgate, conectando-se também com o metrô de Londres, o Overground e o

Crossrail 1.


A iniciativa acompanha estimativas do governo inglês: em 2030, a população em Londres aumentará em cerca de 1,4 milhão de pessoas.

Isso levou à construção da Crossrail 1, que recentemente foi batizada de Elizabeth Line, em homenagem à Rainha Elizabeth II – ou "The Lizard”, como alguns londrinos a nomearam - com inauguração prevista para dezembro de 2018. Já a Crossrail 2 tem a finalidade de dar conta do desenvolvimento registrado no South West e East londrino.


A chegada da nova linha prevê um aumento da capacidade de transporte de cerca de 270 mil passageiros e uma considerável diminuição do congestionamento nas outras linhas.

O projeto prevê também um aumento na infraestrutura, abertura de vagas de emprego e, consequentemente, a longo prazo, um incremento no desenvolvimento de novas áreas da capital.


O custo estimado para este ambicioso projeto é de 27 a 37 bilhões de libras, que deverá ser financiado pelos beneficiados do serviço, ou seja, provavelmente veremos um aumento nas tarifas do transporte, mas por um bom motivo.

No entanto, nos últimos dias, a Comissão Nacional para a Infraestrutura decretou a urgência de um acordo para o financiamento da construção da Crossrail 2 até 2033.


"A Crossrail 2 não é um luxo. É vital para o futuro do transporte em Londres e no Sul", afirmou a comissão.