19 °C
Notícias

Odebrecht relata pagamentos para 200 políticos

|

Odebrechtfachada

Foto: Rodrigo Paiva/Reuters


Documentos apreendidos pela Operação Lava Jato mostram possíveis pagamentos da Odebrecht para mais de 200 políticos e 18 partidos. 


Os arquivos revelam nomes da oposição e do governo: estão na lista Aécio Neves (PSDB-MG), José Serra (PSDB-SP), Romero Jucá (PMDB-RR), Humberto Costa (PT-PE) e Eduardo Campos (PSB), morto em 2014, entre vários outros, como os prefeitos do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e de São Paulo, Fernando Haddad (PT). 


As planilhas foram apreendidas na 23ª fase da Lava Jato em um imóvel do executivo da Benedicto Barbosa Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura.


A cada nome são atribuídos valores, provavelmente, repassados pela empreiteira aos políticos. Nos documentos, contudo, não há qualquer indício de que os pagamentos sejam ilegais.