20 °C
Europa

​Deixar a Bélgica nesta terça-feira depois dos ataques pode custar 857% mais caro

|


Aeroportobelgica

Imagem AP/ Área preservada do ataque desta terça-feira no aeroporto Belga 



(LONDRES) Da redação - A companhia áerea Ryanair está cobrando £ 214 para alterações de passagens aéreas nos vôos de Bruxelas para o Reino Unido,  857% mais caro que os preços usuais.


Após os ataques ocorridos na cidade de Bruxelas, nesta terça-feira (22) um grupo de oito passageiros da companhia aérea Ryanair que desejavam antecipar o seu vôo de retorno a Manchester foram surpreendidos ao serem cobrado £ 6.000 para fazer a alteração da data.


Devido ao caos na cidade, a procura por alterações nas datas de vôos de ida ou volta de Bruxelas está sendo alta. Um grupo de oito britãnicos procuraram o guichê da companhia Ryanair na tentativa de anteciparem em um dia seus vôos em direção a Manchester, que estavam agendados para a quarta-feira (23).


Segundo a companhia, o valor exorbitante foi devido ao fato de poucos lugares estarem disponíveis em vôos da companhia para deixar o país ainda hoje. Até o momento, não há previsão de partidas e chegas no aeroporto de Zaventem.


A maioria dos vôos está cancelada, no painel de partidas estão previstos apenas dois vôos, um para França e outro para Etiópia.


A capital da Bélgica, sofreu dois ataques terroristas na manhã desta terça. O primeiro deles aconteceu no aeroporto internacional de Zaventem e em torno de 90 minutos depois, na estação de metrô de Maalbeek. O atentado deixou, segundo estimativas não oficiais, 30 mortos e a mesma quantidade de feridos.


Devido ao caos na cidade, a procura por alterações nas datas de vôos de ida ou volta de Bruxelas está sendo alta. Um grupo de oito britãnicos procuraram o guichê da companhia Ryanair na tentativa de anteciparem em um dia seus vôos em direção a Manchester, que estavam agendados para a quarta-feira (23).