16 °C
Esporte

De olho nos futuros jogadores, clube de Londres dá oportunidade a crianças que sonham em jogar profissionalmente

|

Treino01

Técnicos reunidos com os jogadores num típico treino de sábado 




(LONDRES) - Por Natália Baffatto - Pode ser sábado, o melhor dia da semana, ou estar frio, chovendo e nublado, mas mesmo assim as crianças e pré-adolescentes treinam futebol. E a bola não para. Eles estão sempre animados para uma partida e prontos para bater uma bolinha com os colegas do esporte.


Considerado um dos bons lugares em Londres para começar a jogar, London Saints FC tem como líder o brasileiro Thimoteo Wesley Alves, que é um dos principais técnicos dos treinos. O clube foi criado em 2012, na região de West Norwood, sul de Londres.


Quem está em campo geralmente são crianças entre 5 e 15 anos, separadas em grupo por idade, que usufruem do campo da St Joseph School, que abriga também as aulas de futsal.



Treino02

A paixão das crianças pela bola 



Alves está há 15 anos em Londres, nasceu em Uberlândia, no interior de Minas Gerais. Profissionalizou-se no futebol no Brasil, e passou por clubes como Bragantino, Flamengo, Grêmio de Maringá e Anapolina.


Como parte de sua evolução no esporte, foi cotado para o CRB de Alagoas para se profissionalizar, um contrato de 100 mil reais, mas que abriu mão e decidiu vir a Londres, pois estar perto da família falou mais alto. "Deixei meu contrato em cima da cama e vim pra cá”, lembra.


Como não se adaptou como queria na cidade, pois sua intenção era jogar e não teve a oportunidade que almejou no âmbito profissional, aposentou as chuteiras depois que sua esposa deu à luz. Foi nesse momento, então, em 2012, que surgiu a ideia de criar o London Saints FC, uma antiga paixão que ganhou vida.


O brasileiro conta com o apoio de outros quatro treinadores: Frank, de Gana, Jean, caribenho, Thiago, de Portugal, e Augusto, também do Brasil.


E o projeto tem dado certo. Os treinos recebem cerca de 60 crianças. No total, a equipe treina entre 80 a 100 meninos. E nos próximos dias, a equipe tem jogo no Chelsea Foundation. "Queremos que a comunidade se una por meio do esporte e que a dificuldade com o inglês não seja um empecilho para jogar no estrangeiro", revela o técnico.



Treino03

Antony Siqueira, de 13 anos, adora o esporte e joga também por lazer 


Além disso, Alves afirma que quer oferecer oportunidade de estar próximo ao sonho de ser um jogador de futebol profissional aos brasileiros que estão em Londres. Ele acredita que esse é o desejo de muitos, e começar num clube pode ser a melhor porta de entrada.


É o caso de Felipe Melgaço, brasileiro de 16 anos, que iniciou os treinos na London Saints FC e hoje joga no Académica, em Portugal. Outro que teve sucesso no campo foi Eduan Mantovani, que atualmente faz parte do Eléctrico Futebol Clube, também no país europeu, e na próxima temporada tem grandes chances de jogar num time profissional.


"São brasileiros que estavam procurando uma oportunidade quando chegaram em Londres e o nosso clube abraçou a causa, treinou-os e fez o meio-campo com os times de fora para que eles continuassem a carreira”, orgulha-se Alves.


História parecida tem o angolano Kuagika Sebastião Bondo David, de 22 anos, que saiu de uma pré-temporada do London Saints para Portugal, e hoje já atua como jogador profissional da seleção de Angola.



Treino05

O mineiro Thimoteo Wesley Alves é o criador da London Saints FC, que existe desde 2012 


Os treinos semanais não recebem apenas crianças de países da língua portuguesa. Há, inclusive, pequenos jogadores italianos, franceses, de Gana, e de outras partes do mundo. “É o momento em que podemos passar um pouco do futebol brasileiro a todos eles”, acrescenta o técnico mineiro.


A maioria das crianças mora perto do campo. No entanto, tem gente que vem de longe só para treinar, aproximar-se do sonho, ou mesmo para se divertir com os colegas e fazer atividades físicas.


Lorran dos Reis Costas, 11 anos, filho de brasileiros e há um ano e dois meses em Londres, está a apenas um mês treinando no clube. Fã do Flamengo e apreciador do Chelsea, quer melhorar suas competências no esporte. "Quero ser profissional um dia. Jogar no Real Madrid seria um sonho", afirma.


Antony Siqueira, 13 anos, de Curitiba, já está há um ano treinando no clube, e afirma que quer melhorar seu desempenho e jogar por lazer. "Mas meu sonho é fazer parte do time do Barcelona", admite.


Nicholas Mendonça Alves, filho de Timotheo, faz parte do time. Com apenas oito anos, já treina há quatro no clube. Tem o mesmo sonho de todos: ser estrela do Barça ou do Arsenal. "Agora eu quero jogar com os meninos mais velhos”, brinca.


O clube tem contato com a equipe do Wimbledon Academy, do Chelsea, entre outros nomes importantes do futebol inglês, e assim ampliam as chances de seus jogadores terem oportunidades de alavancar a carreira.


"Para mim é um presente de Deus poder ter essa oportunidade, pois para crescer nesse meio, é importante estar envolvido com as escolas. Somos um time pequeno e já temos esse espaço. Pagamos uma pequena porcentagem para estarmos lá, mas é onde nossos pequenos podem treinar com total liberdade. É isso que precisamos”, afirma Alves.


Para quem ficou interessado em participar do clube, o London Saints FC cobra um valor de £5 para cada sessão de treino e uma taxa de registro anual de £50, que é direcionado aos custos de manutenção do time. Para aulas de futsal, existe um pacote de 10 aulas que sai por £70. Mais informações pelo site londonsaintsfc.co.uk ou pelos e-mails thimwesley@yahoo.com.br e londonsaintsfc@yahoo.com.